Epson World Shootout Underwater Photo Grand Prix

Tubarão azul dá prémio mundial a fotógrafo português

Fotografia vencedora na categoria Grande Angular
Foto
Fotografia vencedora na categoria Grande Angular Nuno Sá

Um tubarão azul nas águas dos Açores, junto ao banco submarino “Condor”, deu a Nuno Sá o primeiro prémio da categoria “Grande Angular” do maior concurso mundial de fotografia aquática, o Epson World Shootout Underwater Photo Grand Prix 2011.

Além desta distinção, o fotógrafo, de 34 anos, recebeu um quarto prémio com uma imagem de raias, no banco submarino “Princesa Alice”, tirada também nas águas dos Açores.

Nuno Sá concorreu com 226 fotógrafos de 27 países, que apresentaram mais de 1500 imagens em sete categorias – Amadores, Destinos de Mergulho, Conservação Ambiental, Água Doce, Macro, Grande Angular e Destroços –, captadas durante o mês de Agosto, durante o evento “World Shoot-Out”. Nesse período, fotógrafos dos quatro cantos do planeta mergulharam à procura das belezas dos oceanos, lagos, rios e até mesmo debaixo do gelo.

A fotografia do tubarão azul, captada nas águas do Faial, deu o prémio a Nuno Sá, no valor de 2500 dólares (cerca de 1900 euros).

Nuno Sá, fotógrafo profissional desde 2004, especializou-se no tema da vida selvagem marinha e actualmente faz parte da equipa do Wild Wonders of Europe, a maior iniciativa europeia de fotografia natureza.

Em Outubro passado, o mesmo fotógrafo foi distinguido com um “alto louvor” no concurso Veolia Environment Wildlife Photographer of the Year 2011, com a imagem “Racing blue”, de um tubarão azul ao largo do Faial. Já na edição de 2008, Nuno Sá recebeu um “alto louvor” na categoria Animals in their Environment atribuído à fotografia “Orcas at Sunset”.