O “detestável” Anelka ainda é uma máquina de fazer dinheiro

Foto
Anelka vai jogar para a China Foto: Reuters

Mas mesmo assim, aos 32 anos, continua a quebrar recordes: o avançado francês foi contratado pela equipa chinesa Shanghai Shenhua e vai ser um dos futebolistas mais bem pagos do mundo, recebendo 234 mil euros por semana, o que o coloca quase ao nível de Cristiano Ronaldo e Messi.

A transferência de Anelka para a China foi ontem confirmada pelo Chelsea, que não revelou se o clube chinês vai pagar alguma verba — Anelka terminava contrato no final da época e já se treinava à parte, depois de Villas-Boas ter dado luz verde para ele deixar o clube. Se o Shanghai Shenhua pagar alguma coisa ao Chelsea, sobe ainda mais o incrível montante que Anelka gerou em transferências ao longo da sua carreira: mais de 100 milhões de euros.

Formado no Paris Saint-Germain, o avançado francês foi vendido ao Arsenal em 1997, por 720 mil euros. Dois anos depois, tornou-se o jogador francês mais caro de sempre, ao transferir-se para o Real Madrid, por 34 milhões de euros, um recorde à época. O insucesso em Madrid — onde ficou conhecido como o “marciano”, por ser pouco sociável — levou-o de novo para o PSG, que pagou também 34M, antes de o emprestar ao Liverpool e ceder definitivamente ao Manchester City por 18,8M. Em 2005, o Fenerbahçe pagou 7,76M por ele e um ano e meio depois regressou ao futebol inglês, desta vez para o Bolton, num negócio avaliado em 11,8M. Em 2006, Avram Grant escolheu-o para reforçar o Chelsea, que desembolsou 19M. “Ou o seu empresário é um génio, ou os managers dos clubes são incompetentes”, resumiu o jornalista espanhol Santiago Segurola, num artigo publicado no DN.

Conhecido como “Nasty Nic” (o detestável Nic) ou o “amuado”, Anelka foi na sua carreira pouco decisivo dentro do campo e muito polémico fora dele. A mais recente “bronca” aconteceu no Mundial 2010, quando foi expulso da selecção francesa. “Uma mentira de jogador e um egoísta detestável”, escreveu o mesmo Segurola, que fala dele como um dos mais irritantes futebolistas dos últimos 25 anos.