Fotogaleria
Está assegurada a distribuição de “Sangue do Meu Sangue” nos Estados Unidos em 2012 DR
Fotogaleria
Está assegurada a distribuição de “Sangue do Meu Sangue” nos Estados Unidos em 2012 DR

“Sangue do Meu Sangue” distinguido em festival francês

Obra de João Canijo vence o Prémio de Melhor Filme no Festival International du Film de Pau, em França

O filme português “Sangue do meu Sangue”, de João Canijo, venceu o prémio de Melhor Filme no Festival International du Film de Pau, em França, anunciou este sábado a produtora Midas Filmes.

“’Sangue do meu Sangue’ de João Canijo vence o Prémio de Melhor Filme no Festival International du Film de Pau, em França, certame que hoje termina”, refere a Midas Filmes na sua página oficial na rede social Facebook. O festival de Pau (Pirinéus Atlânticos) iniciou-se na terça-feira e terminou este sábado, dia 10 de Dezembro.

O filme de João Canijo sobre o amor condicional de uma mãe pela filha, numa família que habita num bairro social, estreou-se no início de Outubro em 15 salas de cinema portuguesas.

Outros prémios

"Sangue do Meu Sangue” chegou aos cinemas com dois prémios internacionais e rasgados elogios da crítica. No festival de San Sebastian, em Espanha, recebeu o Prémio da Crítica Internacional e uma menção especial do júri do prémio “Otra Mirada” da Televisão Pública de Espanha. Entretanto, o filme já foi exibido no festival de cinema de Busan, na Coreia do Sul, e no Festival de Cinema do Rio de Janeiro, no Brasil.

Está assegurada a distribuição de “Sangue do meu sangue” nos Estados Unidos em 2012. Produzido por Pedro Borges, o filme conta no elenco com Rita Blanco, Anabela Moreira, Cleia Almeida, Rafael Morais, Marcello Urgeghe, Nuno Lopes, Beatriz Batarda, entre outros.

Para o filme, João Canijo fez um trabalho de actores muitas semanas antes da rodagem, de construção das personagens e que ficou registado no documentário “Trabalho de Atriz, Trabalho de Ator”.

João Canijo, 54 anos, é autor de filmes que têm sempre uma marca da realidade social portuguesa, como “Ganhar a Vida”, “Mal Nascida”, “Noite Escura” e o documentário “Fantasia Lusitana”.