Natação

Diogo Carvalho falhou a medalha de bronze por 11 centésimos

Diogo Carvalho ficou fora do pódio
Foto
Diogo Carvalho ficou fora do pódio Foto: Rita Taborda/Federação Portuguesa de Natação

O português Diogo Carvalho manifestou a sua frustração pelo quarto lugar obtido na final dos 200 metros estilos dos Europeus de natação de piscina curta, em Szczecin, Polónia.

“O tempo foi muito bom, mas ficar a um décimo da medalha é frustrante. Acreditava que ia conquistar uma medalha”, disse o nadador do Galitos de Aveiro, depois de ter concluído a final em 1m54,98s, ficando a 40 centésimos de segundo do recorde nacional (1m54,58s).

Diogo Carvalho, que deixou escapar o bronze para o israelita Gal Nevo (1m54,87s), repetindo o quarto lugar de Debrecen 2007, sublinhou que ficou “pela quarta ou quinta vez a um décimo de segundo de uma medalha, o que se está a tornar um pouco repetitivo”.

O húngaro Laszlo Cseh, que já havia conseguido o melhor registo nas eliminatórias, venceu a prova, em 1m53,43s, enquanto o austríaco Markus Rogan arrebatou a medalha de prata, com 1m53,63s.

“Até aos últimos 25 metros senti-me bem, mas depois, como forcei um pouco no percurso de costas, acusei algum cansaço. Mas tinha de ser assim, para poder ir à luta pelas medalhas”, acrescentou o nadador, que fixou o recorde nacional nos Europeus de Istambul, em 2009, ainda com fato de poliuretano.

Diogo Carvalho, que já conseguiu mínimo A para os Jogos Olímpicos de Londres 2012 nos 200 estilos e mínimo COP nos 400 estilos, disputa na sexta-feira esta distância: “as provas de estilos, que são aquelas em que já tenho mínimos para Londres, são as mais importantes. Estou a fazer preparação específica para os Jogos. Não gosto de fazer antevisões, mas vou dar o máximo, para obter um bom resultado”.

Além de Diogo Carvalho, a próxima jornada vai contar com Sara Oliveira nos 50 metros mariposa e Tiago Venâncio e Alexandre Agostinho nos 100 metros livres.