Polícia deteve vários manifestantes junto à bolsa de Nova Iorque Mike Segar/Reuters
Foto
Polícia deteve vários manifestantes junto à bolsa de Nova Iorque Mike Segar/Reuters

Já houve 175 detenções nos protestos do Movimento Occupy

Confrontos entre manifestantes e a polícia junto à bolsa

Centenas de manifestantes do Movimento Occupy Wall Street entraram em confronto com a polícia quando procuraram chegar à bolsa de Nova Iorque e pelo menos 175 pessoas foram detidas. Os protestos já se prolongam há dois meses e para esta quinta-feira, dia 17 de Outubro, foram marcadas várias manifestações.

Os manifestantes partiram de Zuccotti Park, a praça que tem sido o epicentro dos protestos, em direcção à bolsa de Nova Iorque, e alguns dos funcionários da bolsa terão tido dificuldade em chegar ao local, adiantou o "The New York Times". Mais tarde regressaram a Zuccotti Park, onde a polícia efectuou várias detenções, segundo o diário norte-americano.

Os protestos desta quinta-feira marcam os dois meses do Movimento Occupy Wall Street. Há uma forte presença policial nas ruas e voltaram a ouvir-se as palavras de ordem “Somos 99%” ou “All day, all week, shut down Wall Street” (Todo o dia, toda a semana, fechem Wall Street). A polícia bloqueou a zona junto à bolsa e só pessoas com cartão de identificação do emprego puderam passar.

O movimento Occupy Wall Street planeou manifestações e marchas em várias cidades dos Estados Unidos – com epicentro em Manhattan – para assinalar os dois meses de protestos que eclodiram em Nova Iorque contra a as políticas económicas e as instituições financeiras que responsabilizam pela crise financeira global.

As autoridades da cidade previram grandes concentrações de manifestantes nas ruas e congestionamentos nas principais vias de circulação e transportes. “Estamos a levar isto a sério. E, por isso, as nossas forças [de segurança] foram mobilizadas, tendo em conta que dezenas de milhares de pessoas se vão manifestar, perturbando as vidas e rotinas das pessoas desta cidade”, avisou o vice-"mayor" de Nova Iorque, Howard Wolfson.

Após a manifestação em frente ao edifício da Bolsa de Valores de Nova Iorque estão previstas concentrações em pelo menos 16 estações de metropolitano. E já pelas 17h (22h em Lisboa) uma outra marcha desde o "city hall" até à ponte de Brooklyn.

Lê o artigo completo no PÚBLICO