Futebol

Foi mais importante contratar Mourinho ou Ronaldo? Kenyon responde sem hesitar

José Mourinho e Peter Kenyon no dia da apresentação do português em Stamford Bridge
Foto
José Mourinho e Peter Kenyon no dia da apresentação do português em Stamford Bridge Reuters (Arquivo)

Peter Kenyon, antigo director-geral do Manchester United e do Chelsea, foi o homem que lançou Cristiano Ronaldo e José Mourinho no futebol inglês. Questionado sobre qual destas contratações foi mais importante na sua carreira, o inglês respondeu que foi a de Mourinho.

“Tenho de dizer Mourinho, porque ele foi o catalisador para que eu e o Roman [Abramovich] mudássemos o que o Chelsea era naquela altura. Logo no seu primeiro ano conquistou o campeonato, o que o Chelsea não fazia há 50 anos”, disse Kenyon aos jornalistas em Cascais, onde decorre o segundo dia do congresso “Football Talks”.

Kenyon, no entanto, lembrou o “impacto enorme” de Ronaldo no Manchester United. “É o jogador mais profissional que conheço. Transcende o seu país. Acho que é o melhor jogador do mundo e continuará a sê-lo por muitos anos”, afirmou.

O inglês recordou ainda que a ideia inicial, quando o United contratou Ronaldo, era mantê-lo no Sporting por empréstimo, mas a exibição num jogo particular com o United mudou tudo, levando a que jogadores como Roy Keane e Ryan Giggs pedissem a contratação imediata do português.

Em Cascais, Kenyon foi ainda questionado sobre André Villas-Boas. O inglês elogiou as qualidades do treinador do Chelsea e disse que a carreira “começou bem”, mas lembrou que “só há um Alex Ferguson e só há um José Mourinho.”

Peter Kenyon elogiou ainda a capacidade do futebol português para gerar talentos, argumentando que essa é “uma vantagem competitiva”: “Sou um grande admirador do futebol português.”