Caminhos do Cinema Português abre hoje com filme-concerto

Imagem do filme "Sangue do Meu Sangue", de João Canijo, que será exibido no festival
Foto
Imagem do filme "Sangue do Meu Sangue", de João Canijo, que será exibido no festival Nuno Ferreira Santos

Filmes de João Canijo, Miguel Gonçalves Mendes, Teresa Villaverde e Rodrigo Areias são alguns dos destaques da programação

O XVIII Festival Caminhos do Cinema Português arranca esta quarta-feira, às 22h, com um filme-concerto, a cargo da banda de Coimbra A Jigsaw que interpretará a música para o filme “Sofia e Educação Sexual”, de Eduardo Geada, no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha. O festival termina no dia 17 de Novembro.

Entre curtas e longas-metragens, do cartaz fazem parte 120 filmes, dos quais 70 produções estão em competição.

O Caminhos de Cinema Português é o único festival de cinema dedicado à produção cinematográfica nacional, tendo como objectivo "o renascimento e a emancipação de um festival que quer dar o salto para a profissionalização”, disse à Lusa Tiago Santos, da organização.

A escolha de abrir o festival com um filme-concerto surge na sequência de uma colaboração iniciada na edição passada com a banda A Jigsaw. “É uma forma diferente de homenagear o Eduardo Geada e o movimento do cinema novo que o mesmo integrou”, disse ao PÚBLICO Vítor Ferreira, director do festival. "O concerto marca igualmente e simbolicamente a XVIII edição do festival e o atingir de uma etapa pelo mesmo, que permitirá, esperamos, um renascimento na idade adulta”, acrescentou o responsável. 

Em destaque na competição, entre as curtas e longas-metragens, estão películas como “América”, de João Nuno Pinto, “Viagem a Portugal”, de Sérgio Trefaut, “O Barão”, de Edgar Pêra, “A morte de Carlos Gardel”, de Solveig Nordlund, o documentário “José & Pilar”, de Miguel Gonçalves Mendes, “Sangue do Meu Sangue”, de João Canijo, “Cisne”, de Teresa Villaverde e e a curta “A Viagem”, de Simão Cayatte.

De destacar ainda a antestreia do filme de Rodrigo Areias "Estrada de Palha", ainda sem data de estreia prevista para os cinemas.

Além do filme-concerto de abertura, a música também marcará presença no festival com “Noiserv/Sessão Dupla”, de Paulo Dias, que mostra histórias criadas a partir de canções de David Santos, o one man band.

Entre as curtas-metragens seleccionadas, encontram-se várias produções de animação como “Dodu, o rapaz de cartão”, de José Miguel Ribeiro e “O sapateiro”, de David Doutel e Vasco Sá.

“Caminhos Juniores”, “Ensaios Visuais”, “Retrospetiva” e “Cinema Mundial-Brasil” são as quatro sessões temáticas, que decorrerão a par dos filmes em competição.

No dia do encerramento, dia 17, é entregue o palmarés. No fim do festival, a organização propõe ainda, entre os dias 19 de Novembro de 2011 e 1 de Abril de 2012, um curso prático sobre cinema, onde serão ensinadas todas as etapas para a realização de um filme.

O festival de cinema português de Coimbra é organizado pelo Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra em conjunto com a Associação de Artes Cinematográficas de Coimbra.