Fernando Gomes formaliza candidatura com Vítor Pereira na Arbitragem

“Depois de 15 anos de Gilberto Madail, queremos abrir uma nova época no futebol português”, afirmou o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), após entregar a sua lista na secretaria da FPF, que integra na Direcção Elísio Carneiro, Rui Manhoso e Carlos Coutada, presidentes das Associações de Futebol (AF) de Aveiro, Santarém e Braga, respectivamente, enquanto o presidente da AF Coimbra, Horácio Antunes, surge como suplente para o mesmo órgão.

Fernando Gomes remeteu para o candidato Carlos Marta a explicação das acusações de pressões sobre os elementos da sua lista: “Esse assunto não merece comentários da minha parte”.

“Não conto espingardas, o que me preocupa é delinear um projecto para a FPF e para o futebol português que tenha em conta as suas diversas vertentes, nomeadamente, do futebol do interior, da Madeira, dos Açores e do futebol de formação”, afirmou Gomes, garantindo ter sempre norteado a sua vida “em termos pessoais e profissionais com total honestidade e idoneidade”.

O ex-árbitro Vítor Pereira, actual líder da Comissão de Arbitragem da LPFP, encabeça a lista de Gomes o Conselho Arbitragem, que inclui ainda Domingos Gomes e Antonino Silva, Elmano Santos e José Pratas.

O presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis e antigo presidente da LPFP, Hermínio Loureiro, assim como Humberto Coelho, Pauleta, Mónica Jorge e Pedro Dias integram a lista para a Direção, que tem Rui Oliveira e Costa como um dos suplentes, enquanto José Luís Arnaut é o candidato à Mesa da AG.

Herculano Lima surge no topo da lista para o Conselho de Disciplina, Manuel dos Santos Serra para o Conselho de Justiça e Ernesto Ferreira da Silva para o Conselho Fiscal.

Fernando Gomes foi o segundo candidato a entregar formalmente a candidatura, depois de Carlos Marta, presidente da Câmara Municipal de Tondela, o ter feito também hoje, não havendo informação sobre se António Sequeira, ex-secretário-geral federativo, terá apresentado listas dentro do prazo que terminou às 16h.

Sugerir correcção
Comentar