Dados do Eurostat

Portugal teve o 5º maior crescimento de encomendas em Agosto

Aumentos de Agosto face ao mês anterior são tímidos em toda a zona euro
Foto
Aumentos de Agosto face ao mês anterior são tímidos em toda a zona euro Fernando Veludo

Portugal registou um aumento de 13,5% no índice de novas encomendas à indústria, em Agosto de 2011, face ao período homólogo do ano passado, segundo dados do relatório divulgado hoje pelo Eurostat.

A Estónia (41,1%), Bulgária (25,3%), Lituânia (19,3%) e Letónia (15,8%) registaram as maiores subidas no índice de encomendas industriais. Na outra ponta da lista aparecem a Dinamarca (-9,1%), República Checa (-5,5%), Irlanda (-4,3%) e Grécia (-1.9%), tendo sido estes os únicos países a registar uma descida em relação ao valor do mesmo mês de 2010.

Quando comparado com o mês anterior, Julho de 2011, Portugal terá crescido apenas 0,3%, sendo o país que registou a menor variação e ficando ligeiramente abaixo da média da União Europeia (0,4%).

Dinamarca (-8%), Holanda (5,3%), Irlanda (-4%) e Finlândia (-3,6%) apresentaram as maiores descidas, ao passo que Eslovénia (12,6%) Estónia (11,2%), Hungria (11,1%) e Letónia (6,8%) registaram o maior aumento de encomendas à indústria.

A média da zona euro (17 países) subiu 1,9%, ainda que União Europeia (27 países) tenha registado um aumento mais tímido de 0,4%. Já quando comparadas com o mesmo mês do ano anterior, a zona euro apresenta uma variação de 6,2% e a UE de 6,5%.

O índice de novas encomendas mede o valor das futuras entregas de produtos e serviços a serem feitas por um produtor e vendidas a terceiros nos mercados domésticos e não domésticos.