Empresa faliu em Setembro de 2010

Falida Blockbuster pode regressar ao mercado de vídeos pela internet

Blockbuster poderá vir a competir com a Netflix
Foto
Blockbuster poderá vir a competir com a Netflix Adriano Miranda

A cadeia de videoclubes norte-americana Blockbuster, que encerrou há cerca de um ano, pode voltar ao mercado, mas dentro de um dos segmentos que mais contribuiu para a sua falência: a internet.

A Blockbuster anunciou a falência em Setembro de 2010, mas pode agora reinventar o seu negócio a partir da comercialização de vídeos por streaming, segundo uma notícia avançada pela agência espanhola Europa Press, citada pelo diário espanhol Público.

De acordo com a mesma fonte, a Dish Network, a empresa que comprou, no início deste ano, a cadeia de videoclubes norte-americana, prevê anunciar a sua entrada no mercado online esta sexta-feira.

Quando adquiriram a Blockbuster, a ideia dos actuais donos da empresa já seria pôr em marcha um serviço de streaming para competir com a Netflix, que fornece conteúdos multimédia através desse sistema.

Esta semana, a Netflix anunciou a separação entre o seu videoclube virtual e o aluguer de filmes em suporte material, centrando-se no primeiro negócio. O presidente executivo, Reed Hastings, pediu desculpa aos utilizadores do serviço, através do seu blogue, por não ter tomado esta decisão mais cedo e anunciou que a distribuição de DVD passará a ser gerida pela Qwikster, uma companhia subsidiária da Netflix.

Depois da Blockbuster, outras cadeias de videoclubes encerraram em todo o mundo como consequência do sistema de transmissão de dados P2P, da televisão on demand, e do lançamento do streaming, inclusive em plataformas como o YouTube.