Eleições na FPF

FC Porto “contra qualquer político que apareça para mandar no futebol”

“O FC Porto não vai apoiar ninguém", diz Pinto da Costa
Foto
“O FC Porto não vai apoiar ninguém", diz Pinto da Costa Paulo Pimenta (Arquivo)

O presidente Pinto da Costa garantiu que o FC Porto manter-se-á à margem da escolha do futuro presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), agindo apenas contra qualquer político que se candidate ao lugar.

“O FC Porto não vai apoiar ninguém. O Filipe Soares Franco é um homem do futebol, o Fernando Gomes também. O FC Porto só estará contra qualquer político que apareça para mandar no futebol, porque não acreditamos que políticos consigam discutir futebol com o governo sem estar condicionados com por cores partidárias”, justificou.

À margem do Conselho dos Presidentes dos clubes de futebol profissional, o dirigente congratulou-se pelo facto de os seus homólogos da Liga de Honra discutirem o tema “onde este deve ser debatido”.

“Congratulo-me pelo facto dos clubes Liga de Honra debaterem esses assuntos onde devem ser debatidos e não em almoços, porque isso são coisas que cheiram a arranjinhos. E quando são arranjinhos, eu não gosto”, disse, aludindo ao encontro desta semana entre Luís Filipe Vieira e Godinho Lopes, presidentes de Benfica e Sporting, respectivamente.

Hoje, Filipe Soares Franco tornou-se na segunda personalidade a tornar pública a vontade de candidatar-se à presidência da FPF, depois de António Sequeira, antigo secretário-geral da federação.

Ao início da tarde de hoje, os clubes da Liga de Honra desafiaram o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Fernando Gomes, a candidatar-se à liderança da federação.

“Foi uma proposta unânime. O que mais interessa ao futebol é aceitar uma pessoa que já esteja por dentro e conheça a modalidade e os dossiers em cima da mesa. Fernando Gomes é uma pessoa de diálogo e disponível. Disse-nos que ia ponderar”, revelou Carlos Godinho, presidente da Oliveirense.