Futebol

Portugal na final do Mundial sub-20

DR
Foto
DR

A selecção portuguesa derrotou a França, por 2-0, e apurou-se, pela terceira vez na sua história, para a final de um Mundial de futebol de sub-20.

Esta equipa repete o feito alcançado em 1989 (Riade) e 1991 (Lisboa) pelas selecções então comandadas por Carlos Queiroz, que acabaram mesmo por conquistar os títulos.

O jogo da meia-final em Medellín (Colômbia) não podia ter começado melhor para a equipa de Ilídio Vale. Logo aos 9 minutos, Danilo marcou de cabeça, na sequência de um pontapé de canto.

Ainda na primeira parte, Portugal aumentou a vantagem, por Nélson Oliveira, na marcação de uma grande penalidade (40’).

A ganhar por dois golos, Portugal pôde concentrar-se na defesa do resultado, usando os méritos defensivos que têm distinguido esta selecção.

O guarda-redes Mika foi, mais uma vez, importante para Portugal manter a baliza inviolável, fazendo várias boas defesas, incluindo uma a seis minutos do fim, em que tirou a bola quase de dentro da baliza.

A selecção chega mesmo à final sem qualquer golo sofrido, algo inédito na história da competição.

Mika bate também o recorde de minutos sem sofrer golos em Mundiais sub-20, já que não foi batido durante 570 minutos, superando a anterior marca, do chileno Christopher Toselli, que em 2007 esteve imbatível durante 492 minutos.

Na final, que se realiza em Bogotá na madrugada de sábado para domingo (2h, hora de Lisboa), Portugal defronta o Brasil, que venceu o México, por 2-0.

Portugal

Mika; Cédric, Nuno Reis, Roderick, Mário Rui; Danilo, Pelé, Júlio Alves, Sérgio Oliveira (Tiago Ferreira, 89’); Alex (Luís Martins, 69’), Nélson Oliveira (Rafa, 74’).

França)

Ligali, Nego, Fontaine, Koulibaly, Kolodziejcaz (Lejeune, 73'), Grenier, Fofana, Coquelin, Sunu (Kakuta, 61'), Griezmann, Bakambu (Lacazette, 52').

Golos

1-0, por Danilo, aos 9'; 2-0, por Nelson Oliveira, aos 40' (g.p.).

Amarelos

Koulibaly (39'), Fontaine (42'), Lejeune (76'), Júlio Alves (79'), Nego (81'), Sérgio Oliveira (89') e Mika (90+3').

Assistência

40.598 espetadores.

Notícia actualizada às 03h57