“Cartografias do processo” revela processo de criação das obras

Experimentadesign mostra cartazes de alguns do melhores designers do mundo

"Cartografias do processo" inaugura hoje, em Lisboa
Foto
"Cartografias do processo" inaugura hoje, em Lisboa DR

O processo criativo desenvolvido na concretização de cartazes é o cerne da exposição “Cartografias do processo”, composta por 60 trabalhos de 55 designers internacionais, que hoje é inaugurada no Palácio Quintela, em Lisboa.

A nova exposição do ciclo Welcome, “Cartografias do processo”, é um colectivo de “criações inéditas de membros da Alliance Graphique Internationale” (AGI), organização que reúne os “mais prestigiados designers a nível mundial”.

Dos 80 cartazes que fazem parte do fundo da AGI, foram seleccionadas 64 para integrar a exposição no Palácio da Quintela. Os cartazes foram realizados durante o primeiro congresso o AGI Open 2010 no Porto.
O gabinete de comunicação da Experimentadesign explica que a exposição reúne “representações gráficas que constituem mapas visuais sobre o processo criativo”. Dos 55 designers, como Paula Scher ou Stefan Sagmeister destaca-se a primeira apresentação dos “10 cartazes criados por Nick Bell, na sua forma interactiva”.

Uns com mais espontaneidade, outros mais esquemáticos, todos os trabalhos expostos são manifestações de “reflexões, referências, técnicas e influências de marcante carácter autoral”.

Segundo uma nota da organização, a mostra tem sido “elogiada pela crítica internacional", pois "o catálogo constitui um recurso valioso para a contextualização da importância das 4 gerações de designers, representados no panorama projectual contemporâneo”.

“Cartografias do processo” estreou no Porto e encerra a primeira edição do ciclo "Welcome" em Lisboa.