Futebol

Ricardo reforça Vitória de Setúbal

O novo guarda-redes do Vitória de Setúbal
Foto
O novo guarda-redes do Vitória de Setúbal Foto: vfc.pt

O guarda-redes internacional português é reforço do Vitória de Setúbal. Ricardo assinou um contrato válido até ao final da temporada 2011-12.

“O Vitória é um histórico do futebol português. Um clube que qualquer jogador sente orgulho em representar. Vou dar o máximo por este clube. Foi ao ver as grandes exibições deste clube que comecei a gostar de futebol e hoje sinto-me lisonjeado por poder representar o clube mais representativo da minha região e um dos melhores do futebol nacional”, disse o guarda-redes de 35 anos, em declarações reproduzidas pela página oficial do clube na Internet.

Ricardo representou a selecção nacional em 79 partidas, tendo marcado presença no Euro 2004 e no Mundial 2006. O regresso à equipa nacional é um objectivo assumido pelo guardião: “Nunca escondi esse desejo, mas não quero queimar etapas. Primeiro há que trabalhar muito para merecer a confiança do treinador e ganhar um lugar na equipa. Depois logo se verá. Os meus objectivos são claramente ajudar o Vitória e regressar à selecção.”

“A minha primeira prioridade será adquirir a forma o mais rapidamente possível. A concorrência é forte e vai exigir muito de mim. Quero estar preparado. Com respeito por todos os colegas vou trabalhar para ganhar um lugar na equipa”, acrescentou Ricardo, que irá lutar com Matos e, principalmente, Diego, pela titularidade na baliza do Vitória.

Depois de, na época passada, ter cumprido uma experiência no segundo escalão inglês ao serviço do Leicester, Ricardo diz que o acordo com o Vitória de Setúbal não foi difícil. Mesmo apesar dos convites que surgiram: “Dei a minha palavras às pessoas do Vitória, que foi sempre a minha primeira escolha. Apesar de ter recebido outros convites, alguns do estrangeiro, escolhi com o coração e representar o clube onde comecei a ver futebol e onde começou o sonho de me tornar futebolista profissional.”

Ricardo iniciou a carreira no Montijo, tendo depois representado o Boavista, clube pelo qual se sagrou campeão nacional. Posteriormente transferiu-se para o Sporting, tendo depois passado pelo Bétis de Sevilha e pelo Leicester.

Sugerir correcção