A "traição" de Wilson Eduardo e o regresso de Izmailov

Foto
Postiga tentou mas não conseguiu marcar Hugo Correia/Reuters

Apesar das indicações menos positivas nos últimos jogos da pré-época, o Estádio de Alvalade encheu para receber a estreia competitiva de Domingos Paciência, que fez alinhar de início quatro dos reforços: Rodríguez, Rinaudo, Schaars e Jeffren.

Apesar da natural tendência ofensiva "leonina", foi a formação algarvia quem chegou ao golo, um grande remate de fora da área (um dos poucos feitos pelo Olhanense) da autoria de Wilson Eduardo, jogador formado nas escolas do Sporting e que fez parte da pré-época com os "leões" antes de ser emprestado.`

O Sporting não reagiu muito bem à "traição" do avançado da Olhanense e andou perdido durante algum tempo e podia ter ficado a jogar com menos um, mas o árbitro Carlos Xistra apenas puniu com um amarelo uma falta muito dura de Jeffren sobre Cauê.

Para a segunda parte, Domingos promoveu o regresso do russo Marat Izmailov, que entrou para o lugar de André Santos e o Sporting recuperou alguma clarivência, voltando a aproximar-se com perigo da baliza de Fabiano, mas apenas conseguiu marcar aos 77'. Izmailov recebeu a bola na pequena área, rematou, Fabiano defendeu e, na recarga, o russo bateu o guardião brasileiro.

Foi o máximo que o Sporting conseguiu fazer, embora não tenha perdido o sentido da baliza adversária e ainda se pode queixar de uma má decisão da equipa de arbitragem, que anulou um golo aos 70' por fora-de-jogo inexistente de Hélder Postiga.

Sugerir correcção
Comentar