CMVM

Benfica informa que o Saragoça pagou 86 mil euros por Roberto

A SAD presidida por Luis Filipe Vieira prestou "informação complementar" à CMVM
Foto
A SAD presidida por Luis Filipe Vieira prestou "informação complementar" à CMVM Pedro Cunha (Arquivo)

Na sequência do pedido adicional de informações por parte da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o Benfica emitiu um segundo comunicado nesta quarta-feira, esclarecendo que o Saragoça vai pagar 86 mil euros (apenas um por cento) pela transferência de Roberto e que o restante é assumido por um fundo de investidores.

O clube “encarnado” informa que a transferência de Roberto foi concluída com a celebração de “dois contratos” sendo que a “Real Zaragoza SAD” ficou com os “direitos desportivos” do jogador e pagou 86 mil euros, apenas um por cento do valor da transferência.

O segundo contrato foi feito com um fundo de investidores, que "passou a titular os direitos económicos mediante o pagamento de € 8.514.000 (oito milhões quinhentos e catorze mil euros)", acrescenta o mesmo comunicado.

Os investidores neste fundo não são conhecidos, mas o "El País" avança que entre eles está o empresário Jorge Mendes, que intermediou esta transferência e já tinha também estado ligado à mudança do guarda-redes, do Atlético de Madrid para o Benfica.

O PÚBLICO sabe que Agapito Iglesias, presidente do Saragoça, também integra o lote de investidores que compraram o passe de Roberto.

No comunicado, o Benfica acrescenta que o pagamento da transferência de Roberto "será efectuado de forma fraccionada e encontra-se garantido, nomeadamente por títulos de crédito", salientando também que a operação foi ratificada pelos administradores judiciais do Saragoça, visto que o clube recorreu a esta forma de ajuda, devido às dificuldades financeiras em que se encontra - tem dívidas superiores a 100 milhões de euros.

Após este esclarecimento, a CMVM levantou a suspensão da transacção de acções da SAD benfiquista, que vigorova desde a manhã desta quarta-feira.

Comunicado

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248.º do Código dos Valores Mobiliários, e em conformidade com o pedido efectuado pela CMVM relativamente à transferência do atleta Roberto Jimenez Gago, vem prestar a seguinte informação complementar:

A transferência dos direitos desportivos do aludido atleta, bem como a totalidade dos direitos económicos àqueles inerentes, foi concluída pelo valor total de € 8.600.000 (oito milhões e seiscentos mil euros), por via de dois contratos celebrados em cartório notarial, um com a Real Zaragoza SAD e outro com uma sociedade de direito espanhol situada a um nível mais elevado da cadeia de domínio da Real Zaragoza SAD.

Em consequência, a Real Zaragoza SAD adquiriu de forma definitiva os direitos desportivos do referido jogador mediante o pagamento de € 86.000 (oitenta e seis mil euros) e a outra sociedade, anteriormente identificada, passou a titular os direitos económicos mediante o pagamento de € 8.514.000 (oito milhões quinhentos e catorze mil euros).

Este pagamento será efectuado de forma fraccionada e encontra-se garantido, nomeadamente por títulos de crédito.

Mais se informa que os referidos contratos foram ratificados no momento da sua celebração pelos “Administradores Concursales” da Real Zaragoza SAD."

Notícia actualizada às 13h41