FC Porto

Kléber avaliza Danilo e Alex Sandro

O ponta-de-lança brasileiro Kléber, contratado neste ano pelo FC Porto, elogiou a aposta do campeão português nos também jovens compatriotas Danilo e Alex Sandro.

“O Danilo conheço melhor, pois jogou na minha região. Eu no Atlético e ele no América. É um jogador excepcional, completo. Não dá uma bola como perdida. Trabalha muito e é muito técnico”, resume o ex-maritimista sobre o lateral/médio direito.

Sobre o lateral-esquerdo Alex Sandro, igualmente oriundo do Santos, a opinião é feita com menor conhecimento de causa, mas o que viu deixou-o igualmente impressionado: “É muito explosivo, veloz e forte.”

Kléber quer marcar uma “era” no FC Porto e, para isso, espera poder “aprender” com Falcao: “Está num nível muito acima de mim. Seria muito bom ele ficar no FC Porto. Era muito importante para o clube. E eu aprenderia muito com ele. Quero muito aprender com ele, um jogador excepcional que seria muito importante para minha carreira”.

“Falcao é um jogador fora do normal pelo que já conquistou e vem mostrando por onde passa. Vou trabalhar muito para chegar ao nível dele. Trabalhar e aprender para um dia quem sabe ser um Falcao, ter o reconhecimento e carinho dos adeptos”, acrescentou.

A ausência do goleador colombiano, que disputou a Copa América, na Argentina, tem sido aproveitada pelo brasileiro para “marcar espaço” na equipa e “ganhar confiança” no seio do plantel.

O jovem avançado quer “marcar golos”, mas defende que o mais importante é “ajudar o FC Porto a ser campeão”, pois defende que “os títulos colectivos são sempre mais importantes do que os individuais”.

Em relação ao campeonato, Kléber diz que “não há favoritismos ao título”, mas promete que o FC Porto “vai brigar” para renovar o ceptro.

“[Quanto à Liga dos Campeões] O FC Porto é dos maiores clubes da Europa. Vai lutar para estar lá em cima, entre os primeiros. Com o plantel que tem, tem a obrigação de estar lá em cima, ir muito longe. Tem um grupo excelente”, vincou.

Esse grupo integra também o compatriota e concorrente Walter, “uma excepcional pessoa, um grande jogador, que me inspira pela forma de finalizar”.

“Quero provar [que valeu a pena o FC Porto esperar por mim um ano], que vim para buscar o meu espaço e mostrar que tenho potencial para estar aqui. E conquistar títulos para o clube”, concluiu.

Sugerir correcção