Copa América

Brasil falhou tudo, os penáltis todos, e foi eliminado

O desespero de Neymar
Foto
O desespero de Neymar dr

O Brasil falhou tanto durante todo o jogo que acabou eliminado da Copa América. Sempre superior ao Paraguai durante a partida, o bicampeão em título saiu pela porta pequena, derrotado nos quartos-de-final (2-0 nos penáltis), depois de 120 minutos sem golos.

O Brasil falhou, falhou, falhou. Primeiro Neymar, depois Robinho e até Pato. E o Paraguai foi acreditando. Quando não era Justo Villar, o veterano guarda-redes paraguaio de 34 anos, eram os defesas a salvar em cima da linha. E o jogo foi para prolongamento.

No total dos 90 minutos, a estatística dava 11 oportunidades para o Brasil contra zero do Paraguai: 16 remates dos brasileiros para apenas dois (que não foram à baliza) dos paraguaios. Muito para uns e muito pouco para outros. Mas o empate sem golos permanecia.

As duas selecções já se tinham defrontado na prova, foi na fase de grupos e aí também deu empate, 2-2. E nesse jogo, o Brasil sofreu para empatar, foi no último minuto e por Fred.

O seleccionador paraguaio Gerardo Martino não se esqueceu desse jogo – até porque foi recente, no sábado antes deste – e lembrou que a sua grande preocupação não era nenhuma das estrelas atacantes mas Ganso, o pensador.

“Ganso dá os passes para o golo, contra o Paraguai foi assim. Não sei como vocês [jornalistas] não gostam disso. Aliás, o passe para o golo do Fred foi com muita categoria, não é qualquer um que joga assim", derreteu-se Martino.

O técnico do Brasil Mano Menezes também sabe disso, tirou Neymar, a estrela da equipa, e apostou em Fred. Foi aos 81 minutos. Mas agora nada de golo.

Zero no prolongamento, obrigou o jogo a ir a penáltis. E aí foi mais forte o Paraguai.

Penáltis
Elano (Brasil) falhou 0-0
Edgar Barreto (Paraguai) falhou 0-0
Thiago Silva (Brasil) falhou 0-0
Estigarribia (Paraguai) marcou 0-1
André Santos (Brasil) falhou 0-1
Riveros (Paraguai) marcou 0-2
Fred (Brasil) falhou 0-2

Veja a marcação das grandes penalidades


Sugerir correcção