Reunião de crise entre os responsáveis da zona euro terminou sem conclusões oficiais

Foto
Herman Van Rompuy, presidente do Conselho Europeu Yves Herman/Reuters

O encontro, realizado durante o almoço, incluiu o próprio Van Rompuy, Jean-Claude Trichet, presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Juncker, primeiro ministro do Luxemburgo e presidente do eurogrupo, Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia e Olli Rehn, comissário europeu responsável pelos assuntos económicos e financeiros.

No seu breve comunicado, o presidente do Conselho Europeu procurou sobretudo desfazer a ideia de que se tratou de uma reunião de crise ou de emergência ligada aos riscos de contágio da crise da dívida grega a outros países, sobretudo a Itália, afirmando que se tratou de uma de um encontro de "coordenação" que convocou "há uma semana". "Este tipo de reunião já teve lugar no passado em várias ocasiões", afirmou.

Em termos de conteúdo, os responsáveis discutiram o novo programa de ajuda à Grécia que está em preparação e "os desenvolvimentos recentes da zona euro", limitou-se a afirmar Van Rompuy.

Os ministros das finanças da zona euro começaram por seu lado às 15h00 (14h00 em Lisboa) uma reunião prevista de longa data, dedicada quase exclusivamente à definição dos grandes contornos do novo programa grego.

Sugerir correcção
Comentar