Suspensa supressão Porto-Vigo

Comboios Porto-Vigo vão manter-se

A supressão do serviço internacional estava anunciada para este domingo
Foto
A supressão do serviço internacional estava anunciada para este domingo Foto: Pedro Cunha

A CP vai manter o serviço internacional Porto-Vigo, cuja supressão estava anunciada para este domingo, depois de a sua congénere Renfe ter aceitado pagar os custos da circulação das automotoras portuguesas no troço espanhol.

A transportadora portuguesa voltou, assim, atrás na decisão de suprimir as ligações directas entre o Porto e Vigo, que davam um prejuízo anual de 232 mil euros, mantendo apenas o serviço regional entre Campanhã e Valença.

Perante o movimento de protesto que se gerou na opinião pública do Norte de Portugal e da Galiza, com inúmeros autarcas de ambos os lados da fronteira a protestarem contra esta decisão, a CP admitia ontem prolongar o serviço até à fronteira espanhola de Tui, desafiando a Renfe a continuar o serviço até Vigo com os seus próprios comboios, ou a pagar à operadora portuguesa para ser esta a fazê-lo com o seu material circulante.

Hoje de manhã houve acordo e as duas ligações directas de ida e volta entre o Porto e Vigo vão manter-se, com automotoras portuguesas, aceitando a Renfe pagar a totalidade dos custos de exploração entre a fronteira e Vigo.

A inauguração do serviço internacional Porto-Vigo data de 1913, tendo chegado a haver comboios directos do Porto para Santiago de Compostela e a Corunha.

Notícia corrigida às 13h10