Jorge Jesus notificado no âmbito da Operação Furacão

Foto
Jesus treinou o Vitória de Setúbal entre 2000 e 2002 Foto: Fernando Veludo/NFactos

O técnico deverá ser ouvido no âmbito da Operação Furacão, um processo por fraude fiscal que envolve centenas de empresas, pretendendo as autoridades ver esclarecidas as relações entre o clube de futebol Vitória de Setúbal e o BPN, que patrocinou o emblema sadino, soube a Lusa junto de fonte próxima do treinador.

Jorge Jesus treinou a equipa setubalense entre 2000 e 2002, tendo a Lusa também apurado, junto de fonte próxima da investigação, que outros técnicos de futebol vão igualmente prestar declarações no Ministério Público, em Lisboa, sobre este processo.

As primeiras buscas da Operação Furacão foram feitas em 2005 e levaram à constituição de mais de 500 arguidos, por suspeita de colocarem no estrangeiro vários milhões de euros, através da utilização de serviços bancários e de outras instituições financeiras, recorrendo a facturação falsa.

A Lusa contactou ainda os treinadores de futebol Carlos Azenha e Luís Campos, ambos antigos responsáveis técnicos do Vitória de Setúbal, tendo o primeiro sido adjunto de Jesus na altura, mas ambos negaram terem sido alvo de qualquer notificação por parte do Ministério Público.