Carla Baptista Alves

Com que idade percebeu que falhou na vida?

Na vida não se falha, vive-se.

Qual é a diferença entre um alfacinha e um tripeiro?

Para além do sotaque, os tripeiros comem francesinhas e os alfacinhas comem caracóis.

Qual a sua qualidade que mais irrita os seus amigos?

Sou capaz de cantar muito alto...!

Qual o seu defeito que mais os enternece?

Sou muito distraída.

Trata de forma diferente as pessoas feias e as bonitas?

Claro que não. Sou muito mais sensível à personalidade, ao carisma, ao carácter, à inteligência, mais do que à beleza física.

Com que figura pública se acha fisicamente parecida?

Sou absolutamente única. Ahahah.

Tem números que memorizou no telemóvel só para não atender?

Não só os memorizei como os cataloguei como "melga". Assim, quando o telefone toca e leio "melga", já sei que não é para atender. Mas isso só me aconteceu uma ou duas vezes.

Com que regularidade se googla?

Quase diariamente.

Se fosse jantar com Woody Allen, onde o levaria?

Levá-lo-ia a minha casa, obrigava-o a comer a minha comidinha, um pratinho bem composto, pois o senhor está muito magro e a beber um bom vinho português. Pedia-lhe para trazer o seu clarinete e faríamos uma jam session no final da sobremesa, comigo a cantar ou a tocar piano.

Sem ser essa mariquice de morrer a dormir, como é que preferia morrer?

Como nas óperas: a cantar.

Qual o seu pintor favorito da escola flamenga?

Rubens, mas sinceramente prefiro a pintura moderna e sou particularmente fã de Kadinsky, Dali e Modigliani.

Num incêndio em sua casa, que objecto faria tudo para salvar?

O computador, o disco externo e o carro, para fugir o mais depressa possível.

Já teve problemas com um vizinho?

Não, nunca tive, mas se o Woody Allen viesse jantar cá a casa e fizéssemos a nossa jam session, era capaz de começar a ter.

Quantas vezes já fez amor a uma terça-feira?

Não sei bem, mas posso dizer que foram mais do que às segundas.

Qual é a música mais foleira que canta no duche?

A minha religião não me permite cantar músicas foleiras.

Quando foi a última vez que teve medo de um médico?

Na última ida ao dentista.

Numa luta entre um tubarão e um tigre, quem ganha?

Depende, se for na savana ganha o tigre, se for no mar ganha o tubarão.

Quando quer impressionar, que escritor cita?

Enrik Lauer, conhecem?

Toca-se no banho?

Não, esfrego-me ou não fico bem lavada.

Diz salsicha ou salchicha?

Salsicha, sou muito rigorosa com a minha dicção.

Se pudesse prescindir de um só partido político, de qual prescindia?

Já o faço, e até mais do que um, só que não vos digo.

Alguma vez sentiu que as pessoas não fazem nada?

Muitas vezes. Existe muita passividade, muita falta de profissionalismo e competência. E isso realmente incomoda-me muito.

Este é um dos três melhores inquéritos a que já respondeu na vida?

Sem margem para dúvidas, não.