Perfil: Miguel Macedo, ministro da Administração Interna

O novo ministro da Administração Interna é licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra.

O novo ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, tem 52 anos e foi no último ano o rosto do PSD no Parlamento na oposição ao Governo do PS.Miguel Bento Martins da Costa de Macedo e Silva nasceu em Braga no dia 6 de maio de 1959, é licenciado em direito e advogado.
Depois de Pedro Passos Coelho ter sido eleito presidente dos sociais-democratas, em Março de 2010, Miguel Macedo foi escolhido para liderar o grupo parlamentar do PSD e nas legislativas de 5 de Junho encabeçou a lista do partido no círculo de Braga.
Há três meses, foi Miguel Macedo quem justificou no Parlamento o chumbo do PSD ao Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), que levaria à demissão do primeiro-ministro, José Sócrates, e à realização de eleições antecipadas.
O líder parlamentar do PSD defendeu que era necessária "uma clarificação política" para "o país poder vir a contar com um Governo de maioria alargada" e "repor o respeito e a credibilidade abaladas de um primeiro-ministro que comprometeu o país em Bruxelas" com medidas de austeridade "sem respeitar o Presidente da República e sem consultar a Assembleia da República".
Antes de ser líder parlamentar do PSD, Miguel Macedo fez parte da direcção social-democrata de Marques Mendes, ocupando o cargo de secretário-geral, e teve três experiências governativas.
Militante social-democrata desde jovem, Miguel Macedo foi dirigente da JSD e a sua primeira experiência governativa aconteceu no primeiro Governo de maioria absoluta de Cavaco Silva, como secretário de Estado da Juventude do ministro Couto dos Santos, entre 1990 e 1991.
Integrou depois, entre 2002 e 2005, os governos de coligação PSD/CDS-PP de Durão Barroso e de Pedro Santana Lopes, como secretário de Estado da Justiça, trabalhando nessas funções com os ministros Celeste Cardona e José Pedro Aguiar-Branco, seu antecessor na liderança parlamentar do PSD.
Na direcção social-democrata de Marques Mendes, Miguel Macedo teve como colegas o actual presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, que deixou o lugar ao fim de cerca de um ano por divergências políticas, e Paula Teixeira da Cruz, agora novamente vice-presidente do partido.
Miguel Macedo foi eleito deputado entre 1987 e 2002, regressando ao Parlamento em 2005, sempre pelo círculo de Braga.
Nas legislativas de 2009, durante a liderança social-democrata de Manuela Ferreira Leite, ocupou o segundo lugar da lista do PSD em Braga, a seguir a João de Deus Pinheiro.
Nas eleições autárquicas realizadas no mesmo ano foi eleito membro da Assembleia Municipal de Braga. Anteriormente, foi vereador da Câmara Municipal de Braga, entre 1993 e 1997.