"Austeritarismo" versus Auditoria

A dúvida persiste entre uma coligação de maioria absoluta com ou sem PS. A resposta depende da forma como as percentagens se traduzirem na distribuição de cadeiras por círculo eleitoral. Mas a dupla PSD-PP está, à partida, em vantagem para avançar sozinha. Uma coisa é certa: o futuro não promete facilidades a quem assuma o poder. Nem às oposições. Exige-se originalidade e criatividade, com responsabilidade. Porque a solução tem que passar por fazer diferente, daqui para a frente. Comecemos então pelo aumento da transparência nos actos públicos. Que seja dada solidez às políticas futuras, identificando os erros do passado, e responsabilizando politica e legalmente os eventuais transgressores que tenham ajudado a aumentar a dívida. Quem não deve, não teme. Uma auditoria cidadã à dívida pública é o mínimo exigível para compreendermos se é justificável, ou não, a imposição de um Estado social, económico e político cada vez mais "austeritário". Relações Internacionais, desempregado