Conferência "Governar Portugal"

Passos Coelho gostava de baixar TSU em 4 pontos percentuais já em 2012

Foto
Enric Vives-Rubio/arquivo

O líder do PSD admitiu hoje que gostaria de reduzir a Taxa Social Única (TSU) em quatro pontos percentuais já em 2012, mas fez depender a sua concretização dos resultados da execução orçamental deste ano.

“Podemos nós fazer one shot de quatro pontos para 2012? Eu gostaria, mas isso depende estritamente de como está a execução orçamental destes primeiros seis meses”, afirmou o líder social-democrata, durante uma conferência organizada pelo Diário Económico, que se realizou num hotel em Lisboa.

Reiterando que, caso vença as eleições de 5 de Junho, o PSD irá descer a TSU numa primeira fase em quatro pontos percentuais, Passos Coelho frisou, contudo, não se poder comprometer com números concretos para o próximo ano.

“Preciso saber a folga que temos e o ajustamento que vamos ter que fazer em 2012 para saber se é em 2012 ou 2013 que concentramos o valor essencial da descida”, disse.

A razão desta “prudência”, insistiu, é porque não sabe qual o grau de execução orçamental dos primeiros seis meses do ano.

“Em primeiro lugar é preciso saber qual o nível de execução que nós conseguimos para 2011”, frisou.