FC Porto acusa Jacinto Paixão de mentir “com todos os dentes”

Foto
FC Porto diz que Jacinto Paixão mente Foto: DR

Em causa está um vídeo alegadamente gravado por Jacinto Paixão e revelado no YouTube e em alguns órgãos de comunicação social em que, entre outras coisas, o ex-árbitro refere que o FC Porto lhe ofereceu o serviço de prostitutas.

Na alegada gravação, Jacinto Paixão confessa que foi abordado pelo FC Porto para influenciar alguns jogos, entre os quais o FC Porto-Académica, da época 2002-03, e o Benfica-Moreirense, de 2003-04.

O FC Porto contesta as declarações atribuídas a Jacinto Paixão e estranha que o vídeo “tenha sido divulgado no mesmo dia em que foi conhecida mais uma sentença de Justiça, favorável a Pinto da Costa e ao clube”. “Curiosamente, Jacinto Paixão apresenta-se na dita gravação de 2004 como ex-árbitro, função que abandonou em Março de 2006”, refere o comunicado divulgado pelos portistas, salientado a incongruência das datas.

Jacinto Paixão, que foi um dos arguidos do caso “Apito Dourado” e terá gravado o vídeo alegadamente por recear pela sua vida, refere ainda que o FC Porto lhe pagou uma viagem a Marrocos, através da agência Cosmos. “Jacinto Paixão é mentiroso. Mente com todos os dentes e a ficção voga à medida dos interesses momentâneos dos desesperados desta vida”, referem os portistas.

Os “dragões” referem que em Dezembro de 2010, Jacinto Paixão foi entrevistado na BenficaTV e disse que ouviu falar de viagens pagas, mas não sabia se será verdade. “Mas agora, numa alegada gravação de 2004, ontem cirurgicamente divulgada, diz que o FC Porto lhe pagou uma viagem a Marrocos”.

Contactado pela agência Lusa, o ex-árbitro de Évora escusou-se a comentar as declarações que lhe são atribuídas no vídeo, nem a atestar ou a desmentir a veracidade do mesmo.

Sugerir correcção
Comentar