FC Porto não vencia Benfica por quatro vezes na mesma época desde 96-97

Foto
O FC Porto nunca tinha vencido na Luz para a Taça de Portugal Rafael Marchante7Reuters

Os portistas garantiram também o quarto triunfo sobre os "encarnados" na presente temporada, algo que não acontecia desde 96-97. Melhor só mesmo em 1984-85, quando ganharam cinco dos sete jogos com o Benfica, numa época em que jogaram com o rival quatro vezes para a Supertaça.

O FC Porto leva agora quatro vitórias e uma derrota nos cinco encontros com o Benfica, tendo vencido a final da Supertaça (2-0), os dois jogos do campeonato (5-0 e 2-1) e agora a segunda mão da meia-final da Taça (3-1). A única derrota foi o 0-2 na primeira mão da Taça. O "score" dos "dragões" com as "águias" é, assim, de 12-4 em golos marcados e sofridos.

Hulk e Falcao têm sido os principais "carrascos" do Benfica, cada um deles com quatro golos. Rolando, Varela, Guarín e Moutinho foram os outros marcadores, enquanto Coentrão, Javi García, Saviola e Cardozo (estes dois de penálti) foram os únicos a acertar na baliza portista.

Este triunfo deixa o FC Porto com a possibilidade de conquistar mais um troféu nesta época (tem de derrotar o V. Guimarães) e de se manter por perto na luta particular com o Benfica - ambos levam 67 troféus (sem contar com a Taça Latina) e os "encarnados" jogam sábado a final da Taça da Liga frente ao Paços de Ferreira.

O clima de festa portista na Luz foi apenas manchado pela expulsão de Sapunaru no final do encontro. O romeno - que já tinha sido substituído por Sereno - foi, de forma agressiva, protestar com Carlos Xistra pelo penálti assinalado a favor do Benfica e foi expulso, aparentemente por acumulação de amarelos. Protagonista dos incidentes no túnel na época passada, o defesa romeno desta vez também se envolveu em discussões com os stewards ainda no relvado, tendo sido contido por companheiros de equipa.

Leia também

Crónica de jogo:


O campeão acelerou no momento certo

Análise de Bruno Prata:


Jesus só tinha plano para defender, Villas-Boas deu a volta à situação com a ajuda de Moutinho