Futebol

Onze adeptos vão ser julgados por incidentes no Benfica-FC Porto

Foto

Onze detidos devido aos distúrbios no jogo de domingo entre Benfica e FC Porto, da 25.ª jornada da Liga de futebol, serão arguidos em julgamentos sumários, agendados para o Tribunal de Pequena Instância de Lisboa a 12 e 13 de Abril.

Segundo informação oficial do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa, “neste momento, no Tribunal de Pequena Instância de Lisboa, o Ministério Público recebeu quatro processos com a participação dos distúrbios ocorridos no jogo Benfica-Porto”.

De acordo com a mesma fonte, o “processo principal tem oito arguidos e julgamento sumário marcado para o dia 13 de Abril, pelas 15h” e “os restantes três com julgamento sumário marcado para os dias 12 e 13 de Abril”.

Ainda na sequência do “clássico”, outros dois processos “foram apresentados ao Ministério Público (MP) junto do Tribunal de Pequena Instância, nos quais é proposta pelo MP a suspensão provisória do processo, por serem relativos a infracções de pequena gravidade e não se relacionarem com os distúrbios noticiados”.

Num desses processos, o “MP propõe a abstenção de acesso a recintos desportivos durante seis meses, com fiscalização da PSP, a quem o arguido se deve apresentar uma hora antes do jogo, além de 40 horas de trabalho a favor da comunidade”.

Após o jogo, o subintendente Costa Ramos da PSP explicou que, das detenções, seis foram por arremesso de pedras, duas por atitudes agressivas para com a polícia, duas por transportarem material pirotécnico e uma por atirar com berlindes para o banco do FC Porto.