Benfica-FC Porto

Jesus: "Resultado justo seria o empate"

Jorge Jesus cabisbaixo
Foto
Jorge Jesus cabisbaixo Hugo Correia

Para Jorge Jesus o resultado mais justo no clássico deste domingo teria sido o empate, face ao que o Benfica produziu no segundo tempo. Apesar de tudo, o treinador admite que, na primeira metade, os "dragões" foram superiores.

"Na segunda parte corrigimos tacticamente e, depois da expulsão do jogador do FC Porto [Otamendi, aos 69'], tivemos várias ocasiões para poder empatar o encontro. Mas não conseguimos", analisou o técnico "encarnado", considerando que o adversário acabou por ter "alguma felicidade" na vitória, ainda que tenha "feito por isso".

Jesus recusou que a sua equipa tenha arriscado uma goleada, considerando que as oportunidades de golo foram repartidas. "Quando havia 2-1, as duas grandes oportunidades para o 2-2 foram da equipa do Benfica".

Para o treinador do Benfica, o título ficou hipotecado no início da temporada: "Não começámos muito bem o campeonato por todos os motivos de que já falámos, enquanto o FC Porto aproveitou muito bem o início da época. Conseguiu ser campeão no nosso estádio, que era coisa que não queríamos."

"Quando se perde nunca é positivo e contra o nosso rival aqui no Estádio da Luz, ainda menos. Perder torna sempre a noite difícil, não estamos habituados a perder", analisou.

Jorge Jesus lembrou que o Benfica está ainda a lutar por outros títulos, nomeadamente a final da Taça da Liga, a Taça de Portugal, onde irá defrontar o FC Porto, nas meias-finais, no próximo dia 20, assim como Liga Europa, competição onde irá receber o PSV, na primeira mão dos quartos-de-final, na próxima quinta-feira. O treinador benfiquista não acredita que a derrota de hoje vá afectar estes compromissos, considerando que serão outros os objectivos em jogo.