Incidentes na Luz obrigam polícia a disparar balas de borracha

Foto

A claque do FC Porto, que era escoltada pela polícia, foi recebida com o arremesso de pedras, garrafas, cadeiras e mesas, o que levou a polícia a carregar sobre adeptos do Benfica.

A zona do centro comercial transformou-se quase num campo de batalha.

“Houve algumas altercações na Rua dos Soeiros e Rua Machado Santos com presumíveis adeptos do Benfica a apedrejarem a polícia. Talvez os tenhamos deixado aproximar-se e eles reagiram à presença da polícia”, disse à agência Lusa o subintendente da polícia Costa Ramos.

Costa Ramos confirmou ter sido necessário junto ao estádio “fazer alguns disparos para o ar com balas de borracha”, tendo confirmado uma detenção, que terão sido, segundo as imagens televisivas, pelo menos duas.

“Aqui na caixa de segurança está tudo perfeitamente normal, a correr bem”, acrescentou o subintendente, reportando-se às claques portistas que estão neste momento a entrar no estádio.

Uma adepta com a camisola dos “dragões” foi também agredida.

Também ainda não há informações rigorosas sobre a existência de feridos, mas foram vistas ambulâncias no local.

Alguns carros estacionados junto ao estádio ficaram também danificados.