Doze produções portuguesas integram festival de Buenos Aires

Sandro Aguilar será um convidado especial do festival
Foto
Sandro Aguilar será um convidado especial do festival Daniel Rocha

Doze produções de cinema português foram seleccionadas para o Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires (BAFICI)

O festival começa no dia 6 de Abril e exibirá mais de 400 filmes, entre os quais um ciclo das obras do realizador e produtor Sandro Aguilar.

Serão mostradas a longa-metragem "A Zona" e cinco curtas-metragens de Sandro Aguilar, convidado para estar no festival também como júri na secção competitiva de curtas-metragens argentinas.

Para a competição internacional foi seleccionada a primeira longa-metragem de João Nicolau, "A espada e a rosa", produzida por O Som e a Fúria, e que estreará comercialmente em Portugal em Abril.

Com a "audácia e o suspense das melhores telenovelas", escreveu a organização, em Buenos Aires será também exibido "Mistérios de Lisboa", do chileno Raúl Ruiz, rodado em Portugal, com produção de Paulo Branco, a partir do romance homónimo de Camilo Castelo Branco.

"Guerra Civil", filme de Pedro Caldas, premiado em 2010 no IndieLisboa, e o documentário "Parto", de António Borges Correia, também integram o festival.

A investida portuguesa na Argentina incluirá também "Fantasia Lusitana", retrato documental de João Canijo sobre o Portugal de Oliveira Salazar, e "Swans", ficção de Hugo Vieira da Silva, ainda inédita em sala em Portugal, que se estreou em Fevereiro em Berlim.

O festival BAFICI, que teve a primeira edição em 1999, decorrerá de 6 a 17 de Abril em Buenos Aires.

Em 2010 somou cerca de 245 mil espectadores.