Desemprego bateu recorde no primeiro mês do ano

Pedidos de subsídio de desemprego ultrapassaram os 20 mil em Janeiro

Desemprego em Janeiro atingiu os 11,2 por cento em Portugal, segundo o Eurostat
Foto
Desemprego em Janeiro atingiu os 11,2 por cento em Portugal, segundo o Eurostat Paulo Pimenta/Arquivo

Os pedidos de subsídio de desemprego têm vindo a acompanhar a tendência de subida do desemprego, tendo atingido os 20.662 em Janeiro deste ano, um aumento de 46 por cento face a Dezembro.

Apesar deste aumento, de acordo com dados hoje divulgados pela Segurança Social, em comparação com o mesmo mês do ano anterior, os subsídios aceites representam agora uma descida de sete por cento (22.241 em Janeiro de 2010).

No boletim divulgado a um de Março, o Eurostat reviu em alta o desemprego em Portugal entre Setembro e Janeiro, para o máximo histórico de 11,2 por cento, tendo aumentado 0,7 pontos percentuais face ao mesmo mês do ano passado. Na anterior estimativa, o instituto europeu de estatística apontava para 10,9 por cento de desemprego em Dezembro.

Na zona euro, a taxa de desemprego situou-se nos 9,9 por cento em Janeiro, uma queda face aos 10 por cento registados em Dezembro, e na União Europeia esta taxa situou-se nos 9,5 por cento, abaixo dos 9,6 por cento de Dezembro. Portugal teve, no primeiro mês do ano, a sexta taxa de desemprego mais elevada da zona euro, onde Espanha tem o valor mais elevado, nos 20,4 por cento.