Colômbia evitou que FC Porto voltasse a escorregar com o Vitória

Foto
Falcao apontou o primeiro golo do FC Porto Foto: Miguel Vidal/Reuters

O jogo ainda deu para Cristian Rodríguez se estrear a marcar esta temporada, já nos descontos e quando o jogo estava “partido”, mas foi o lance entre os colombianos que resolveu um encontro em que o clube minhoto estava a dificultar o objectivo dos “dragões” de manterem o currículo sem manchas no seu estádio.

A equipa de Manuel Machado, a primeira que impediu o FC Porto de vencer uma partida oficial esta época, mostrou intenção de repetir o que conseguiu na primeira volta. Melhor do que desejar foi mostrar: aos 40 segundos, já tinha tentado alvejar duas vezes a baliza de Helton. Se isso indiciava uma tarefa difícil para os “azuis e brancos”, a grande porção de passes errados dos portistas, parte culpa própria parte responsabilidade da vontade e da estratégia vimaranenses, confirmou-a. Machado deixou Jorge Ribeiro subido, junto a Toscano, quando a equipa defendia, talvez numa tentativa de repetir as dificuldades que o Benfica criou ao FC Porto na Taça, mas até foi mais à frente que a circulação de bola dos visitados perdeu fluidez.

João Moutinho foi o melhor do FC Porto, o único que constantemente encontrou soluções, fosse a fazer um corte precioso a um jogador do Guimarães, que arranjava vários elementos para contra-atacar, ou a dar o melhor destino à bola. O ataque portista na primeira parte resumiu-se aos cruzamentos de Álvaro Pereira.

Na segunda, já com o Guimarães menos atrevido, pouco aconteceu de relevante até à tal associação colombiana que mexeu com o marcador pela primeira vez, aos 67 minutos. Depois disso, sim, o FC Porto teve oportunidades para aumentar a vantagem, mas os visitantes ainda criaram alguma ansiedade nos adeptos da casa, resolvida com duas saídas atentas e rápidas de Helton.

Já depois dos 90’, Ruben Micael, que pouco antes, isolado, tinha estragado um grande esforço de Moutinho, redimiu-se com uma assistência para Cristian Rodríguez fazer o 2-0 - durante a parte final do lance apareceu uma segunda bola em campo. Faouzi, o autor do golo do Vitória no jogo da primeira volta, não saiu do banco.

Ficha de jogo

FC Porto, 2


V. Guimarães, 0


Jogo no Estádio do Dragão, no Porto. 
Assistência
36.419 espectadores.

FC Porto

Helton 6, Fucile 6, Maicon 6, Rolando 6, 
Álvaro Pereira 6, Fernando 6, João Moutinho 7, 
Belluschi 4 (Guarín 6, 54’), Varela 5 (Cristian Rodríguez 6, 65’), James Rodríguez 7 (Ruben Micael 6, 81’) e Falcao 7.

Treinador

André Villas-Boas

V. Guimarães

Nilson 6, Alex 6, N’Diaye 6, Cléber 6, Bruno Teles 6, Renan 6, João Alves 6, Jorge Ribeiro 5 (João Pedro 5, 62’), Toscano 5 (Rafael 6, 62’), Targino 6 e João Ribeiro 6 (Edgar 5, 70’).

Treinador

Manuel Machado

Árbitro

Jorge Sousa 6, do Porto.

Amarelos

Jorge Ribeiro (7’), Rolando (7’), João Ribeiro (45’), Rafael (64’), Alex (73’), João Alves (80’) e N’Diaye (83’ e 87’). Vermelho N’Diaye (87’).

Golos

1-0, por Falcao, aos 67’; 2-0, por Cristian Rodriguez, aos 92’.

Notícia actualizada às 22h41