Vendido por 13 milhões de dólares em Novembro

Sex.com entrou para o Guinness como o nome de domínio mais caro da Internet

Neste momento, o domínio Sex.com continua a apontar para uma página de anúncios
Foto
Neste momento, o domínio Sex.com continua a apontar para uma página de anúncios DR

Agora já é oficial: o nome de domínio sex.com, vendido em Novembro do ano passado por 13 milhões de dólares (9,2 milhões de euros), entrou para o livro dos recordes Guinness como o nome de domínio mais caro do mundo.

Este recorde vai constar já na próxima edição do livro de recordes da Guiness.

A Escom, a empresa americana que era dona do domínio e que estava na falência, acabou por vender o Sex.com por menos um milhão de dólares do que o preço por que o tinha comprado em 2006 (o número foi amplamente citado na imprensa, mas nunca houve confirmação oficial do valor do negócio).

O comprador – que venceu o leilão pelo domínio – foi uma empresa chamada Clover Holdings.

O Sex.com esteve a ser disputado em tribunal durante anos, depois de, com recurso a telefonemas e cartas fraudulentas, Stephen Cohen, um americano já com antecedentes criminais, ter conseguido ganhar o controlo do domínio em 1995.

Um ano antes, o Sex.com tinha sido registado por Gary Kremen, um empresário que se tornou milionário ao registar vários domínios nos primeiros tempos da Web e que lançou o site de encontros Match.com, ainda na década de 1990.

Cohen usou o Sex.com para gerir um site de pornografia que lhe rendeu milhões. Mas Kremen acabou por conseguir que Cohen fosse detido pelas autoridades e o domínio foi-lhe restituído. Kremen acabou por vender o domínio à Escom.

A revenda de endereços de Internet é um mercado paralelo que movimenta muitos milhões. Os domínios podem ser registados inicialmente por preços que rondam os dez euros – mas, uma vez comprados, podem atingir valores de revenda muito elevados, especialmente os que terminam em .com.

O Sex.com é o recordista, mas o Porn.com (9500 milhões de dólares), o Business.com e o Diamonds.com (ambos, 7500 milhões) são exemplos de endereços que valem fortunas.

Neste momento, o domínio Sex.com continua a apontar para uma página de anúncios, do género das que normalmente surgem nos endereços que não têm nenhum site associado.