Governo alemão perde figura popular

Ministro da Defesa da Alemanha demite-se após escândalo de plágio de tese

Guttenberg ficou conhecido como "o barão do copy paste"
Foto
Guttenberg ficou conhecido como "o barão do copy paste" Foto: Michaela Rehle/Reuters

O ministro alemão da Defesa, Karl-Theodor zu Guttenberg, anunciou a sua demissão na sequência do escândalo de plágio da sua tese.

A saída de Guttenberg foi forçada pela divulgação de passagens da sua tese de doutoramento que tinham sido copiadas de várias fontes sem serem citadas, o que valeu ao ministro o epíteto de Barão do copy-paste.

A saída de Guttenberg deverá causar problemas à chanceler alemã, Angela Merkel, e aos democratas-cristãos no Governo, já que o ministro da Defesa era um dos mais populares ministros do Executivo, e também um dos mais populares políticos alemães.

O revés surge numa má altura, já que a 27 de Março Angela Merkel enfrenta um "domingo super eleitoral", com uma votação-chave no Land de Baden-Würtemberg. O estado-federado de Estugarda, sede de empresas como a Porsche ou a Bosch, é governado pelos democratas-cristãos desde 1953. O partido de Merkel está à frente nas sondagens por uma margem estreita e analistas falam da hipótese de os democratas-cristãos poderem mesmo perder o estado, algo que seria um autêntico terramoto político.

Tudo isto enquanto decorrem conversações sobre a flexibilização do fundo de ajuda da zona euro, com a Alemanha a demonstrar falta de vontade em alterar os termos da ajuda. Uma disposição que poderá ser mais fortalecida por uma crise interna. Os eleitores alemães vêem-se como os principais contribuintes para a crise do euro, o que poderá levar Merkel a fazer os possíveis por evitar grandes cedências que reforcem esta imagem, e que possam tirar votos.

Notícia corrigida às 12h09