"O Discurso do Rei" faz a festa nos Bafta

Luke MacGregor/Reuters
Foto
Luke MacGregor/Reuters

A festa dos Bafta 2011 (British Academy of Film and Television Arts) é de "O discurso do Rei". O filme biográfico que retrata os problemas de gaguez do rei Jorge VI ganhou em Londres o prémio para melhor filme, melhor actor, para Colin Firth, e para os melhores actor e actriz secundários, para Geoffrey Rush e Helena Bonham Carter. Só "A Rede Social", de David Fincher estragou o pleno, ao arrecadar o Bafta de melhor realizador.

Ao todo foram sete os prémios para este filme de Tom Hooper, com guião de David Seidler, que retrata a relação de Jorge VI com o terapeuta da fala que o ajuda a ultrapassar um desconcertante problema de gaguez.

"É incrível o modo como este filmezinho conseguiu falar ao mundo. Estou muito comovido com isso", disse à BBC Seidler depois da entrega dos galardões.

Colin Firth é o segundo actor britânico a receber em dois anos consecutivos um Bafta - depois de, o ano passado ter ganho com A Single Man. Recorda a BBC que o primeiro e único actor a conseguir este feito foi Rod Steiger, em 1967 e 1968. "Eu gosto de vir cá", ironizou Firth ao receber o prémio.

O discurso do rei ganhou ainda o prémio para "outstanding British Film", prémio dado para o filme britânico que melhor contributo deu esse ano para a indústria do cinema, melhor argumento original e melhor música.

A Rede Social, que roubou o Bafta de melhor realizador a O discurso do rei, ganhou ainda o Bafta para melhor argumento adaptado e melhor montagem. Mas este filme sobre o fenómeno do Facebook, não foi o único a estragar a festa de O Discurso do rei. Natalie Portman, que não esteve presente, ganhou o prémio de melhor actriz com Cisne Negro, onde representa uma bailarina atormentada.

O discurso do rei estava nomeado para 14 Baftas, o que antecipa o que poderá acontecer na gala dos Óscares, dia 27, onde também é um dos favoritos.

A origem, de Cristopher Nolan, com Leonardo di Caprio ganhou três prémios: melhor banda sonora, melhor design e efeitos especiais. O actor Tom Hardy, de A origem, foi votado pelo público com o prémio revelação.

Toy Story 3 ganhou o melhor filme de animação.

Lista dos vencedores:

Melhor Filme: "O Discurso do Rei"

Melhor Filme Britânico: "O Discurso do Rei"

Melhor Realizador: David Fincher, "A Rede Social"

Melhor Actor: Colin Firth, "O Discurso do Rei"

Melhor Actriz: Natalie Portman, "O Cisne Negro"

Melhor Actor Secundário: Geoffrey Rush, "O Discurso do Rei"

Melhor Atriz Secundária: Helena Bonham Carter, "O Discurso do Rei"

Melhor Estrela em Ascensão: Tom Hardy, "A Origem"

Melhor Estreante Britânico: Argumentista/Realizador Chris Morris, "Four Lions"

Melhor Argumento Original: David Seidler, "O Discurso do Rei"

Melhor Argumento Adaptado: Aaron Sorkin, "A Rede Social"

Melhor Filme Estrangeiro: "The Girl With the Dragon Tattoo"

Melhor Música: Alexandre Desplat, "O Discurso do Rei"

Melhor Fotografia: Roger Deakins, "Indomável"

Melhor Montagem: "A Rede Social"

Melhor Design de Produção: "A Origem"

Melhor Guarda-Roupa: "Alice no País das Maravilhas"

Melhor Som: "A Origem"

Melhores Efeitos Especiais: "A Origem"

Melhor Caracterização: "Alice no País das Maravilhas"

Melhor Filme de Animação: "Toy Story 3"

Melhor Curta-Metragem: "Until the River Runs Red"

Melhor Curta-Metragem de Animação: "The Eagleman Stag"

Troféu de "Academy Fellowship": Christopher Lee