Greve de cinco dias na recolha do lixo

Os trabalhadores da recolha do lixo de Loures iniciaram ontem à noite uma greve de cinco dias para protestar contra o corte do subsídio de deslocação que auferiam há 27 anos. O coordenador da direcção regional de Lisboa do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local (STAL), Vítor de Jesus, diz que o corte no subsídio de deslocação afecta 1500 trabalhadores. À greve deverão aderir no último dia de protesto, sexta-feira, também os piquetes da água e do saneamento dos Serviços Municipalizados de Loures.

Sugerir correcção