Menezes critica venda de património pelas autarquias

O presidente da Câmara de Gaia diz preferir apostar na requalificação para atrair e criar investimento e garantir a sustentabilidade das contas municipais

Mais um dia, mais uma inauguração. Ontem foi a vez da inauguração oficial das novas instalações do Instituto das Artes e da Imagem (IAI), na Travessa de General Torres, em Gaia, onde o presidente da câmara sublinhou a importância da reabilitação urbana e condenou a venda de património para "equilibrar as contas".

Na visita à frente ribeirinha, onde anteontem foi colocada a primeira pedra do Porto Cruz - Centro Multimédia (um museu interactivo dedicado ao vinho do Porto), integrado na celebração dos seus treze anos de mandato à frente da Câmara de Gaia, Luís Filipe Menezes reforçou que "o mais importante não são as contas a curto prazo", mas sim "atrair e criar investimentos que garantam sustentabilidade a longo prazo, preservando o património" municipal.

Menezes apontou a recuperação da frente ribeirinha como exemplo do esforço de Gaia na recuperação do seu edificado. Menezes também comentou que, em breve, será inaugurado o teleférico de Gaia - que experimentou anteontem -, que "pode servir inclusive como meio de transporte para estudantes".

Relativamente ao IAI, que é frequentado por duas centenas de alunos do secundário e estava instalado na Praça Coronel Pacheco, no Porto, o presidente da Câmara de Gaia afirmou que as novas instalações representam "um contributo muito importante" do seu município "para ajudar a reforçar o equilíbrio de desenvolvimento entre as duas margens do Douro, numa zona que representa um património ímpar da humanidade"

Ex-PortoLazer na Gaianima

A partir de Fevereiro, Menezes passa a contar com Ricardo Almeida -director da empresa municipal Porto Lazer desde 2006 e antigo deputado do PSD e ex-secretário-geral da JSD, na liderança da Gaianima, a empresasa municipal que gere o parque desportivo e escolar do concelho da margem sul.

"Aceitei o desafio. A Gaianima é uma empresa com créditos firmados na área e Gaia é um município em clara expansão", declarou Ricardo Almeida à agência Lusa.

Em comunicado, a autarquia de Gaia refere que a presidência da Câmara do Porto foi informada do convite endereçado a Ricardo Almeida e deu a sua aquiescência à transferência do referido quadro.

Sugerir correcção