SAD leonina

Maior accionista deixa Sporting em desacordo com actual gestão

Estadio José Alvalade
Foto
Estadio José Alvalade Foto: Paulo Pimenta (arquivo)

Num comunicado enviado para a CMVM, Nobre Guedes, um dos administradores responsáveis pela área financeira do Sporting, confirma que a Nova Expressão SGPS vendeu a posição de 11,667 por cento da posição na Sporting SAD à Sporting SGPS. Pedro Baltazar, em comunicado, diz que o clube não apresenta uma “base sólida de sustentação para vitórias desportivas”. Uma crítica à gestão de José Eduardo Bettencourt.

“Constatamos que fizemos uma má avaliação da possibilidade de, no actual contexto, poder vingar um projecto empresarial que seja uma base sólida de sustentação para vitórias desportivas. Temos a firme intenção de voltar a investir no Sporting no futuro, reafirmando a nossa profunda convicção de que as SADs devem ser dirigidas por quem de facto investe e está disponível a participar de forma relevante na sua estrutura accionista, seguindo os melhores modelos das sociedades desportivas europeias”, confirma no documento.

A sua saída, depois de uma ligação de 13 anos, prende-se com a viabilização da reestruturação financeira da SAD sportinguista.

"Após 13 anos de investimento contínuo, a Nova Expressão SGPS aceitou sair do capital da SAD unicamente para viabilizar o projecto de reestruturação financeira do Sporting, em nome dos interesses do Clube. As menos valias que registamos são a demonstração do nosso sportinguismo", diz ainda o comunicado.

"Em resultado desta transacção, a Nova Expressão, SGPS, deixou de deter quaisquer acções no capital social da Sporting, SAD, e respectivos direitos de voto", confirma o comunicado do Sporting.