Comentários de Zé Diogo Quintela e Joana Amaral Dias: "Ser nabo não é razão para cartão vermelho"

Foto
Foto: nFactos/Fernando Veludo

No clássico que marcou o regresso de João Moutinho a Alvalade, o PÚBLICO acompanhou o jogo minuto a minuto, mas de uma forma diferente. Além da descrição dos principais lances, contamos com os comentários do sportinguista Zé Diogo Quintela e da portista Joana Amaral Dias.

O humorista não resistiu a lembrar as escutas e criticou o arremesso de maçãs para o campo. "Sou veementemente contra esta brincadeira das maçãs que se estão a mandar para o campo. Nunca gostei de fruta no futebol. Já fui contra nesta altura: quando o FC Porto ofereceu fruta a um árbitro", brincou.

Já Joana Amaral Dias disse que "a polícia foi menos eficaz em Alvalade do que na cimeira da NATO": "Deixou entrar as maçãs e as bolas de golfe... deve estar a guardar-se para a próxima cimeira. É como os blindados..."

No fim, ambos ficaram desiludidos com a qualidade do jogo. "Nem eu sei porque fiquei em casa”, exasperou-se a psicóloga, enquanto o humorista considerou que não foi azar o jogo ter sido pobre: "Não é azar, é Sporting. Não joga nada, é impressionante."

Para recordar o relato, basta entrar aqui.

Notícia actualizada às 0h15