Liga

Benfica reage com goleada à humilhação no Dragão

Kardec inaugurou o marcador
Foto
Kardec inaugurou o marcador Foto: Hugo Correia/Reuters

Foi com uma goleada que o Benfica respondeu à derrocada no Dragão, na jornada anterior. Quatro golos sem resposta à Naval serviram para acalmar uma audiência tensa na Luz, que reservou para Nuno Gomes, autor do último golo, a maior explosão de alegria e gratidão da noite. Os homens da Figueira da Foz deram boa réplica no primeiro tempo, mas não resistiram às individualidades “encarnadas” no segundo.

Depois de uma semana marcada por muitas críticas dos adeptos benfiquistas, um triunfo frente à Naval exigia números robustos. O teste foi ultrapassado e, para já, a equipa de Jorge Jesus pode respirar.Com cinco dos habituais titulares indisponíveis, entre castigos (Maxi Pereira, Luisão e Carlos Martins) e lesões (Cardozo e Javi García), o Benfica não deixou de acusar a pressão da goleada histórica frente ao FC Porto (5-0). Um ambiente pesado na Luz, que a Naval quis capitalizar desde o início.

E, de facto, a equipa da Figueira da Foz fez por esquecer em largos momentos do primeiro tempo o último lugar que ocupa na tabela, procurando sem parcimónia a baliza de Roberto. Uma grande defesa do guarda-redes espanhol (7’) e o poste esquerdo da sua baliza (22’ e 40’) acabaram por impedir danos no marcador.

Um pouco contracorrente, o Benfica conseguiu aliviar alguma da tensão no relvado e nas bancadas, com um golo de Kardec, logo aos 10’, a cruzamento de Saviola, mas nem assim os visitantes deitaram a toalha ao chão. Bem pelo contrário.

Com Airton muito encostado aos centrais (Sidnei e David Luiz), aproveitava o meio-campo navalista para pressionar e alcançar, com relativa facilidade, a área dos lisboetas. Aqui, Marinho e, principalmente, Fábio Júnior evidenciavam toda a intranquilidade que se vive no último reduto benfiquista.Apesar de tudo, a equipa da casa também criou oportunidades para ampliar a vantagem, nomeadamente quando imprimia alguma velocidade ao encontro.

Se o primeiro tempo foi pautado por lances de perigo numa e noutra balizas, o reatamento trouxe um sentido único à partida. Muito por força do golo madrugador de Gaitán, aos 47’, depois de um primeiro remate de Aimar ter sido defendido para a frente.

Desta vez, os visitantes acusaram o toque e foi sem surpresa que o mesmo Gaitán bisou aos 62’, a cruzamento de Salvio. As oportunidades do Benfica foram surgindo, mas a solução para o quarto golo saltaria do banco a quatro minutos dos 90’.

Nem mais nem menos do que o proscrito Nuno Gomes, efusivamente aplaudido quando Jesus confirmou a sua entrada no encontro. Aplausos que se transformaram numa estrondosa explosão de alegria dois minutos depois, quando o avançado conquistou uma bola a Salin e acertou na baliza deserta, não evitando as lágrimas nos festejos.

A goleada teve um efeito prático, para além dos três pontos. Com este resultado, os “encarnados” ultrapassaram estatisticamente o V. Guimarães no segundo lugar da Liga.

Ficha de jogo

Jogo no Estádio da Luz, em Lisboa. Assistência 31.143 espectadores.

Benfica

Roberto 7, Ruben Amorim 6, David Luiz 5, Sidnei 5, Fábio Coentrão 5, Airton 5, Salvio 6, Gaitán 7 (Nuno Gomes 7, 86’), Aimar 7, Saviola 4 (César Peixoto -, 77’) e Kardec 6 (Jara 5, 53’).

Treinador

Jorge Jesus

Naval

Salin 5, Carlitos 6, Gomis 5, Rogério Conceição 4, Daniel Cruz 5, Camora 5 (João Pedro 4, 53’), Orestes 4, Hugo Machado 5 (Alex Hauw 6, 66’), Marinho 5 (Michel 5, 66’), Bolívia 4 e Fábio Júnior 6.

Treinador

Rogério Gonçalves

Árbitro Vasco Santos 6, do Porto.Golos
1-0, por Alan Kardec, aos 10’; 2-0, por Gaitán, aos 47’; 3-0, por Gaitán, aos 62’ e 4-0, por Nuno Gomes, aos 89’.

PositivoNuno Gomes

Dois minutos em campo e um golo. Pouco utilizado por Jesus, o avançado português continua no coração dos adeptos “encarnados”, que demonstraram a sua


gratidão.


Gaitán

Apontou os seus dois primeiros golos no campeonato e esteve muito perto de um hat-trick.


NegativoSegunda parte da Naval

Baixou os braços com o segundo golo do Benfica. Continua de pedra e cal no último lugar e não vence há dez partidas.


P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações