Homem detido por ameaçar a mulher continua a viver com ela

Um homem detido quinta-feira em Macedo de Cavaleiros por violência doméstica e suspeito de ameaçar de morte a mulher com recurso a armas vai aguardar julgamento em liberdade e continuar a partilhar a residência com a vítima, divulgou ontem fonte policial.

O homem, de 45 anos, foi ontem ouvido em primeiro interrogatório no Tribunal de Macedo de Cavaleiros e saiu em liberdade mediante a obrigação de se apresentar de 15 em 15 dias no posto territorial da GNR. O tribunal proibiu-o ainda de "comprar ou ter em sua posse qualquer arma proibida, seja arma branca ou de fogo".

O homem foi detido anteontem, em flagrante delito, na aldeia de Carrapatas, na posse de várias armas - todas entretanto apreendidas. Segundo dados da GNR, as denúncias de crimes de violência doméstica dispararam este ano na área de influência desta força de segurança. Até finais de Setembro de 2009, a GNR recebeu 131 queixas, número que subiu para 203 no mesmo período de 2010.