Deputado renunciou ao mandato para assumir novas funções

Agostinho Branquinho garante “transparência” no convite para a Ongoing Brasil

Branquinho diz que o processo foi "claro, transparente e ético"
Foto
Branquinho diz que o processo foi "claro, transparente e ético" Foto: Fernando Vludo

O deputado do PSD, Agostinho Branquinho, afirmou hoje que “não há processo mais claro, mais transparente e ético” do que a sua renúncia ao seu mandato para aceitar um convite na Ongoing Brasil.

Esta empresa pertence ao universo Ongoing que pretendeu comprar uma participação na TVI. Agostinho Branquinho foi, por parte do PSD, o rosto da comissão de inquérito à interferência do Governo naquela estação de televisão.

“Não resultou em nenhum benefício de qualquer grupo empresarial português, nunca me inibi de fazer as perguntas que quis fazer, mesmo quando as pessoas não gostavam”, afirmou esta manhã aos jornalistas o deputado, referindo-se à sua participação na comissão de inquérito pedida pelo PSD e pelo BE. “Não pode haver processo mais claro, mais transparente e mais ético”, sublinhou.

Agostinho Branquinho lembrou ainda que “a intervenção da Ongoing na TVI é posterior ao abandono do negócio por parte da TVI e do episódio da Taguspark”.

O deputado social-democrata renunciou ao seu mandato, que terá efeitos a partir de 1 de Novembro, para ponderar um convite da Ongoing Brasil.

Sugerir correcção