Estudo da ERC

Publicidade do Estado vale 10 por cento do mercado

A publicidade colocada pelo Estado na imprensa, rádio e televisão em 2009 representou 10,14 por cento do total do investimento publicitário em Portugal.

De acordo com o estudo Publicidade do Estado e audiências realizado pela ERC – Entidade Reguladora para a Comunicação Social, durante o ano de 2009 o mercado publicitário nacional representou, a preços de tabela, pouco mais de quatro mil milhões de euros. A fatia do Estado – sem contar com autarquias, instituições de ensino, tribunais, Presidência e Assembleia da República – ascendeu a 408 milhões de euros.

O meio preferido pelo Estado para anunciar é a televisão – que tem uma quota de 83,68 por cento -, seguido de muito longe pela imprensa (10,32) e só depois pela rádio (6).

O Correio da Manhã, do grupo Cofina, lidera o investimento publicitário estatal na imprensa, cabendo-lhe uma fatia de 30,16 por cento, seguido pelo Jornal de Notícias (18,96), Diário de Notícias (12,02), Expresso (10,76), Público (8,61), i (5,74) e Visão (4,32), Sol (4,01), Sábado (3,08) e Focus (0,86) e 24 Horas (1,48).

A televisão, que entre 2008 e 2009 viu a sua facturação publicitária ao Estado subir de 332,7 milhões de euros para 341,7, tem na TVI o maior destinatário do investimento estatal. A estação de Queluz recebeu no ano passado uma fatia de 32,56 por cento da publicidade do Estado, enquanto a sua concorrente directa de Carnaxide, a SIC, se ficou pelos 20,24 por cento, e a RTP1 teve 21,79 por cento. O investimento em televisão foi ainda distribuído pela SIC Notícias (9,35 por cento), RTPN (4,15), RTP Memória (2,12), SIC Radical (1,3), SIC Mulher (1,1), TVI24 (0,72) e RTP2 (0,15). Os restantes 6,54 por cento foram para outros canais da plataforma de cabo.

Já na rádio, a diferença entre as principais estações não é tão acentuada: a rádio que teve maior quota de publicidade do Estado em 2009 foi a TSF (31,13), seguida pela RFM (26,07) e Comercial (23,76). Mais longe aparecem a Rádio Renascença (7,75), Cidade FM (4,81), Mega FM (2,15), M80 (1,73), Rádio Clube (1,65), Best Rock (0,57) e Romântica FM (0,37).

Notícia corrigida às 16h45
Sugerir correcção