Selecção

FPF anuncia saída de Carlos Queiroz

Foto
Foto: José Manuel Ribeiro/Reuters

Gilberto Madaíl, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), anunciou na tarde desta quinta-feira que Carlos Queiroz vai deixar o comando técnico da selecção nacional, revelando ainda que haverá eleições na FPF.

O dirigente federativo, que se limitou a ler um comunicado em que sintetizou os principais pontos decididos na reunião desta quinta-feira da direcção da FPF, revelou que o o treinador já foi informado da decisão.

Madaíl anunciou ainda que a FPF vai começar a desenvolver os contactos com vista à contratação de um novo selecionador, que, preferencialmente, deverá orientar a selecção nacional no próximo jogo da fase de qualificação para o Euro 2010, a 8 de Outubro, com a Dinamarca, no Estádio do Dragão.

O líder da FPF também revelou a convocação de uma Assembleia Geral em que será definida uma data para eleições nos órgãos sociais da FPF.

Comunicado lido por Gilberto Madaíl no final da reunião da Direcção da FPF


No dia 14 de Julho de 2010, a Direcção da Federação Portuguesa de Futebol comunicou que a Selecção Nacional cumpriu dois dos objectivos subjacentes à campanha do Mundial 2010. Não dizemos nem dissemos que cumpriu os objectivos. Cumpriu dois dos objectivos.


Esses dois objectivos foram:Por um lado, a qualificação para a fase final da prova (a sexta presença consecutiva nas grandes competições internacionais) e, por outro, o apuramento para a fase a eliminar.

Dissemos no dia 14 de Julho e voltamos a afirmar que o resultado fica aquém do que todos ambicionavam mas que foram cumpridos os objectivos mínimos.

Quanto ao seleccionador nacional:

Face aos últimos acontecimentos, após a análise da actual situação relativa ao Seleccionador Nacional, a Direcção da FPF deliberou, por unanimidade:

1 - Resolver o contrato de prestação de serviços celebrado com o Seleccionador Nacional, Carlos Queiroz, com efeitos imediatos. Esta decisão já foi comunicada a Carlos Queiroz, a quem serão entregues, em primeira mão, os respectivos fundamentos;

2 - Iniciar, de imediato, contactos e conversações com vista à contratação de um técnico que assuma as funções de Seleccionador Nacional a tempo de preparar e orientar a equipa já nos próximos jogos de qualificação para o EURO 2012;

Mais deliberou solicitar ao Sr. Presidente da Assembleia Geral da FPF a marcação de uma Assembleia Geral eleitoral para os órgãos sociais.

Esta posição não consubstancia uma demissão nem uma renúncia ao mandato pelo que está assegurada a estabilidade directiva até à realização das eleições.

É importante referir que a Direcção mantém-se com plenos poderes e continuará a trabalhar como até aqui, tendo total autoridade para exercer as respectivas funções estatutárias.

Sugerir correcção