Metas disponíveis a partir de dia 15

a A partir de dia 15, os educadores de infância e os professores terão acesso às metas de aprendizagem de todas as áreas e disciplinas previstas no currículo, do pré-escolar ao 3.º ciclo. Toda a informação estará na Internet, na página da Direcção-Geral da Inovação e Desenvolvimento Curricular.

Paralelamente, os conhecimentos que os alunos devem ter no final de cada ciclo, as chamadas "metas de aprendizagem", vão começar a ser aplicados em dez agrupamentos de escolas, no ensino pré-escolar e no 1.º ciclo, a partir de Outubro.

Essa aplicação será acompanhada, de maneira a que o documento possa ser "aperfeiçoado", explica Natércio Afonso, coordenador do grupo de trabalho que está a definir as metas de aprendizagem. O investigador do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa previa que estas pudessem ser experimentadas em 30 a 50 estabelecimentos de ensino, mas a contenção financeira levou a diminuir o número de escolas a acompanhar. Para já, o ministério está ainda a estudar o custo deste projecto.

As metas que estarão disponíveis podem ser vistas por nível de ensino, ou seja, o que está previsto saber em cada final de ciclo; ou por disciplina. A intenção é que os professores que queiram possam começar a adoptar as metas na sua disciplina ou área.

Natércio Afonso defende que este instrumento deve ser utilizado de maneira voluntária, uma ideia que teve o apoio da ministra da Educação, Isabel Alçada. O objectivo é fornecer aos professores, pais e alunos um referencial sobre as aprendizagens que são consideradas essenciais em cada nível de ensino.

A intenção do ministério é disponibilizar alguns exemplos da execução das metas. Por exemplo: na Língua Portuguesa, os alunos no final do 1.º ciclo terão que saber "identificar as sílabas que estão antes ou depois da sílaba tónica" e a Matemática "usar o sistema de numeração decimal, incluindo o valor posicional de um algarismo".

As metas para 12 áreas curriculares do ensino secundário serão elaboradas entre Outubro de 2010 e Junho de 2011.