Defesa

GNR termina missão na Bósnia

Portugal participa nesta missão desde o final de 2007
Foto
Portugal participa nesta missão desde o final de 2007 Foto: Martim Ramos/arquivo

A participação da Guarda Nacional Republicana (GNR) na missão militar da União Europeia (UE) na Bósnia-Herzegovina terminou e não será substituído o contingente nacional no próximo projecto em Outubro, informou hoje o Ministério da Administração Interna.

Em comunicado, o ministério explica que “Itália, que assegura o apoio logístico à componente policial da missão, comunicou que retirará o seu contingente no final de Outubro de 2010. Espanha decidiu também retirar o respectivo contingente na mesma data”.

Assim, “sendo Portugal, Itália e Espanha os principais países contribuintes da força da EUROGENDFOR [Força de Gendarmerie Europeia], a missão da GNR esgotou-se, não sendo substituído o contingente nacional em Outubro próximo”.

A participação da EUROGENDFOR na missão militar da UE na Bósnia-Herzegovina, garantindo a sua componente policial, foi decidida em 19 de Julho de 2007.

Portugal participa nesta missão desde o final de 2007, tendo contribuído com 177 militares da GNR, assegurou o comando da Unidade Integrada de Polícia entre 5 de Outubro de 2008 e 28 de Outubro do ano seguinte.