PCP quer saber qual o futuro da Linha de Leixões

Foto
Toda a linha devia abrir este ano

O deputado comunista e ex-vereador do PCP em Matosinhos, Honório Novo, questionou o Ministério dos Transportes e Obras Públicas sobre o futuro do serviço de passageiros da Linha de Leixões, retomado, em parte do traçado, em Setembro do ano passado. O deputado recorda que no anúncio daquele investimento, em Julho de 2009, a então secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, prometeu para o último trimestre deste ano a abertura da totalidade da linha passageiros, e, não vislumbrando obras no terreno, pergunta à tutela que explicações tem "para ter rompido aquele compromisso público".

Honório Novo lembra que, tal como propunha o PCP, na altura "foi reconhecida a necessidade de alargar o número de estações no troço em operação, para permitir a efectiva rentabilidade da linha e o aumento da procura". E questiona se, no caso de duas delas, foi da autarquia a responsabilidade pelo atraso na construção dos acessos.

Perante toda a incerteza que rodeia o projecto, o parlamentar pede ao Governo que lhe confirme se a linha de Leixões não corre o risco de voltar a encerrar. Abel Coentrão