Selecção

Adop suspende Queiroz por seis meses

Queiroz vai falhar quatro jogos da selecção na qualificação para Euro 2012
Foto
Queiroz vai falhar quatro jogos da selecção na qualificação para Euro 2012 José Manuel Ribeiro/Reuters (arquivo)

A Autoridade Antidopagem de Portugal (Adop) suspendeu o seleccionador nacional de futebol, Carlos Queiroz, por seis meses.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira, em comunicado, enviado às redacções.

A Adop chamou a si o processo, após o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ter ilibado Queiroz da acusação de perturbação do controlo de antidoping, a 16 de Maio na Covilhã, e agora decidiu suspender o treinador por seis meses.

A pena para a perturbação de um controlo antidoping é uma suspensão de dois a quatro anos, mas neste caso a Adop entendeu haver atenuantes, reduzindo a pena para seis meses.

A sanção a Queiroz foi aplicada após a audição do Conselho Nacional Antidopagem (CNAD), numa reunião realizada esta manhã, que deu pareceu favorável, por unanimidade, à suspensão por seis meses do seleccionador, que já cumpre um mês de castigo, mas por injúrias, ao abrigo do regulamento disciplinar da FPF.

A lei portuguesa antidoping prevê que Carlos Queiroz pode recorrer desta decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto, em Lausana.

Na origem deste caso estão as palavras proferidas pelo seleccionador de futebol, a 16 de Maio, quando uma brigada antidoping visitou o estágio da selecção, antes do Mundial 2010. O Conselho de Disciplina deu como provadas as injúrias, mas concluiu que o técnico não colocou em causa a acção de controlo.

A Adop não gostou dessa decisão e alterou-a. Os fundamentos do acórdão da Adop vão ser agora comunicados às partes. Contactado pelo PÚBLICO, Luís Horta, presidente da Adop e visado pelas palavras de Queiroz, recusou fazer qualquer comentário.

Queiroz falha quatro jogos

Se os castigos aplicados a Queiroz (sejam sete meses de suspensão, na soma das duas penas aplicadas, ou seis meses) não forem revertidos pelas instâncias de recurso, o seleccionador falhará quatro jogos da selecção na qualificação para o Euro 2012, isto é, metade da fase de apuramento. É que além dos encontros frente a Chipre (sexta-feira) e Noruega (terça-feira da próxima semana), o técnico não poderá dirigir a equipa frente à Dinamarca (a 8 de Outubro) e Islândia (a 12 do mesmo mês).

Falta agora saber se, com o técnico suspenso por este período, a direcção da Federação Portuguesa de Futebol avançará para uma rescisão do contrato de prestação de serviços do técnico, alegando que ele não tem condições para se manter no cargo.

Na reunião desta manhã, a Adop decidiu ainda suspender o futebolista Diego Navarro (do Belenenses) e o ciclista Salvador Pereira (União Desportiva Unidos da Roda-Quinhões) por dois anos.

Notícia actualizada às 18h45