Vinte e um novos bens incluídos na lista do Património Mundial

Foto
Parque Arqueológico do Vale do Côa Sérgio Azenha (arquivo)

Um dos últimos sítios a ser classificado na sucessão de reuniões realizadas em Brasília foi a Praça de São Francisco, em São Cristóvão, no estado brasileiro de Sergipe, cuja aprovação fez subir para 24 o conjunto de bens de origem portuguesa registados como Património da Humanidade.

O comité aprovou também a extensão de sete sítios que já estavam na lista dos bens de valor universal excepcional, um dos quais é a zona de arte rupestre de Siega Verde, em Espanha, na contiguidade com o Parque Arqueológico do Vale do Côa, o que vem reforçar a visibilidade internacional do sítio português.

Entre as 39 candidaturas apresentadas à partida para a reunião de Brasília estavam os sítios dos icnofósseis (traços de actividade biológica, como pegadas) dos dinossauros da Península Ibérica. Mas o comité da Unesco considerou a candidatura incompleta, tendo decidido não a avaliar, criando assim a possibilidade de ela voltar a ser submetida à comissão numa futura oportunidade - refira-se que a próxima sessão do comité da Unesco está agendada para Junho do próximo ano, no Barein.

No final, com os 21 novos bens classificados, a lista de Património Mundial da Unesco inclui agora 911 itens, tendo entrado na lista três novos países: o arquipélago de Kitibati e as Ilhas Marshall, ambas no Pacífico sul, e o Tajiquistão.

Com as novas decisões, a área protegida pelo Comité do Património Mundial praticamente duplicou nesta reunião da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, disse Francesco Badarin, da direcção da Unesco, na conferência de imprensa realizada no final dos trabalhos de ontem, em Brasília, segundo a Agência Lusa.

"As áreas protegidas do mundo são 12 por cento da superfície da Terra - qualquer forma de protecção, desde um parque regional a património mundial. Nós estávamos a 0,8 por cento e agora passamos a 1,5 por cento", acrescentou este responsável da Unesco.

É a seguinte a lista total dos novos bens classificados (e desclassificados) pela Unesco em Brasília:

Bens mistos:

- Papahanaumokuakea (Estados Unidos da América)

Bens culturais:

- Locais de Degredo (Austrália),

- Praça de São Francisco, cidade de São Cristóvão (Brasil),

- Monumentos históricos de Dengfeng, "Centro do Céu e da Terra" (China),

- Cidade episcopal de Albi (França),

- Jantar Mantar (Índia),

- Conjunto Sheikh Safi al-din Khanegah e templo em Ardabil (Irão),

- Complexo do mercado histórico de Tabriz (Irão),

- Atol de Bikini, local de testes nucleares (Ilhas Marshall),

- Caminho Real de Tierra Adentro (México),

- Cavernas pré-históricas de Yagul e Mitla, vale central de Oaxaca (México),

- Área de canais concêntricos do século XVII em Amesterdão (Holanda),

- Vilas históricas Hahoe e Yangdong (Coreia do Sul),

- Distrito de At-Turaif, ad-Dir'iyah (Arábia Saudita),

- Sarazm (Tajiquistão),

- Cidadela imperial de Thang Lon, Hanói (Vietname).

Bens naturais:

- Paisagem de Danxia (China),

- Picos, crateras e paredões da Ilha da Reunião, no Índico Sul (França),

- Área protegida das Ilhas Phoenix (Kiribati),

- Planalto de Putorana (Rússia),

- Planalto Central (Sri Lanka).

Extensões de bens já classificados:

- Cidade de Graz: centro histórico e palácio Eggenberg (Áustria),

- Parque Nacional Pirin (Bulgária),

- Minas de Rammelsberg, cidade histórica de Goslar e sistema de gestão hídrica do Alto Harz (Alemanha),

- Cidade mineira de Røros e a Circunferência (Noruega),

- Igrejas da Moldávia (Roménia),

- Zona de arte rupestre de Siega Verde (Espanha),

- Monte San Giorgio (Itália).

O Comité da Unesco também reconheceu os valores culturais da Zona de Conservação Ngorongoro (Tanzânia), que foi inscrito em 1979 como um sítio natural. Agora, tornou-se um sítio misto.

Bens incluídos na lista do Património Mundial em Perigo:

- Catedral Bragati e mosteiro de Gelati (Geórgia),

- Florestas tropicais de Atsinanana (Madagáscar),

- Túmulos dos reis Buganda (Uganda),

- Parque Nacional Everglades (Estados Unidos da América).